Ciclos da Medicina

7 métodos para potencializar o seu aprendizado para a prova de Residência.

7 métodos para potencializar o seu aprendizado para a prova de Residência.

Compartilhar

Sanar Residência Médica

6 minhá 358 dias

Você está no seu ano (ou mês) de preparação para a prova de Residência Médica, e estabelece uma rotina de estudos: 2 horas por dia, 5 dias por semana. Na primeira semana você consegue seguir o seu cronograma certinho, na segunda semana deixa de estudar dois dias, nas semanas seguintes você acaba perdendo o ritmo. Você tenta reagir ao seu acúmulo de matérias estudando mais horas. Fica cansado, não consegue absorver o conteúdo. Parece tudo em vão.

O método mais comum para dar conta do estudo – dedicar mais horas – é um tiro no pé. O aumento da carga horária acarreta prejuízos físicos, mentais, e emocionais. E por sua vez, leva a níveis cada vez menores de comprometimento e níveis cada vez maiores  de distração.

Desde 2007 os pesquisadores Tony Schwartz e Catherine McCarthy já alertavam sobre este problema ao publicarem o artigo Manage Your Energy, Not Your Time na Harvard Business Review. 


Você não precisa estudar 10 horas por dia se souber potencializar a sua capacidade de aprendizado. Por isto, neste artigo, separamos 7 métodos que podem te ajudar a estudar com qualidade, em menos tempo. 

1. Pare de fazer tudo ao mesmo tempo

Se você fizer muitas coisas ao mesmo tempo, você aprende mais devagar, torna-se menos eficiente e comete mais erros.

Em sua coluna no G1, o economista brasileiro, Samy Dana, deu alguns exemplos do efeito negativo da “saturação de tarefas” nas nossas vidas:

A Força Aérea dos Estados Unidos elaborou um levantamento com acidentes em que os pilotos estavam com a atenção dividida entre tantas tarefas que não conseguiram evitar a queda da aeronave. De acordo com o estudo, entre 1987 e 1998, esta falta de foco dos pilotos resultou em 190 tragédias”.

Se está comprovado que a divisão de atenção em tarefas como pilotar (ou dirigir) coloca não só nossas vidas em risco, mas também a dos outros, por que insistir nessa premissa no momento dos estudos?

Dica: nada de almoçar enquanto estuda, responder e-mails, ou ligar para alguém. 

2. Perdeu o foco? É normal

A faixa de tempo de concentração do ser humano dura entre 10 e 18 minutos (não é a toa que uma apresentação de TED, por exemplo, demora 18 minutos).

Você não vai conseguir estudar 2 horas seguidas, sem interrupções. É normal perder o foco, você só não pode se manter desfocado. Como voltar aos estudos depois do momento de desfoque? Cada um tem a sua técnica: levante e respire, beba água, alongue-se…

Dica: no “momento desfoque” evite olhar as redes sociais – as chances de não sair tão cedo da frente da tela do celular e/ou computador são gigantescas. 


3. Praticar, praticar e praticar

Simular é o melhor caminho. Realizar testes, responder questões sobre o que você está estudando é uma das duas melhores maneiras de aprender, e consolidar a aprendizagem. 

No caso específico da prova de Residência, a dica aqui é fazer toneladas de questões de provas anteriores.

Dica: use o app da Sanar de questões de prova. 🙂 

4. Auto-explicação, ou “dar uma de professor”

Leia o conteúdo, em seguida explique com suas próprias palavras. A técnica é mais efetiva se utilizada durante o aprendizado, e não após o estudo.

Dica: leia um capítulo, não olhe mais para a sua apostila ou livro, e explique o que você leu em voz alta.

5. Pode grifar, mas releia depois

Um estudo da revista científica Psychological Science in the Public Interest aponta que a técnica de apenas grifar partes importantes de um texto é pouco efetiva, pois praticamente não requer esforço.

Ao fazer um grifo, seu cérebro não está organizando, criando ou conectando conhecimentos. Marcar o texto só tem utilidade quando combinada com outras técnicas. É importante, então, que você releia aquilo o que você pontuou. Releia imediatamente depois do estudo.

Dica: Releia as partes grifadas mais de uma vez.

6. Associação de assuntos: mapas mentais 

Duas boas formas de fazer associação de conteúdos é utilizar a estratégia do “palácio da memória” e também de “mapas mentais“.

Mapa mental é uma técnica que consiste em criar resumos cheios de símbolos, cores, setas e frases de efeito. Essa técnica te ajuda a memorizar os principais pontos do tema estudado e organizar os detalhes na sua cabeça. O mais importante é que você mesmo elabore os mapas mentais. O processo de criá-los já te ajuda a fixar o conteúdo. 

Dica: olhe os seus mapas na véspera da prova. 

7. “Interrogue” o texto

Concentre-se em fazer perguntas do tipo “Por quê?” enquanto estiver lendo um conteúdo. Ao fazer isto, você se concentra em compreender as causas de determinado fato, investigando suas origens. Na hora da prova de Residência, este método, o de “interrogação elaborativa”, é um grande diferencial na hora de responder às questões discursivas.

Dica: explique para alguém o conteúdo que estudou, e peça para que ela te faça o máximo de perguntas possíveis. “Por que isto acontece? Por que é usada esta dosagem? Mas por que não funcionaria outro tratamento”?

Gostou das dicas?
Fiquem atentos que ainda virá muito mais por aí! E se você está focado em redirecionar os seus estudos para o sucesso, saiba mais sobre o nosso evento clicando no banner.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.