Colunistas

A fisiologia e os fatores de risco da gestação | Colunistas

A fisiologia e os fatores de risco da gestação | Colunistas

Compartilhar

As “embebição gravídico” é o encharcamento da gestante pelo pico de LH e FSH e aumento dos níveis de estrogênio e progesterona.

Fonte: Super material: fisiologia da gestante- SanarFlix
O aumento do HCG é produzido pelo corpo lúteo e placenta.

Aumento da resistência periférica á insulina

A Placenta produz hormônio lactogênico placentário (HLP) 🡪 que aumenta a biodisponibilidade de glicose para ajudar no crescimento e desenvolvimento do feto 

Como?

HLP aumenta a resistência periférica a insulina 🡪 fazendo com que a insulina não capte toda glicose do sangue materno 🡪 aumenta concentração de glicose no sangue materno 🡪 aumenta quantidade de glicose que vai para o feto pela placenta

Estimulação do sistema renina-angiotensina-aldosterona

Sistema RAA= age aumentando a PA quando estiver baixa

Na gestação há uma hiperestimulação do sistema RAA 🡪 aumenta a captação renal de água 🡪 aumenta volemia 🡪 anemia fisiológica (muita água no sangue dilui mais, diminui concentração de hemácias) 🡪 deveria aumentar a PA, porém há uma diminuição da sensibilidade endotelial á angiotensina 🡪 queda da resistência vascular periférica 🡪 níveis pressóricos ficam ou iguais ou em queda 🡪 podendo diminuir PA

Alteração dos fatores de coagulação

Fonte: vídeo aula SanarFlix
Resultando em estado de hipercoagulubilidade 🡪 proteção para o momento do parto não sofrer hemorragia grande (coagula)

Elevação da frequência cardíaca

Aumento do estrógeno causa efeito inotrópico positivo no coração 🡪 aumento da frequência cardíaca 

Aumento do volume sistólico 🡪 aumenta débito cardíaco 🡪 aumenta frequência cardíaca 

Mesmo com aumento do debito cardíaco 🡪 ocorre queda intensa da resistência vascular periférica 🡪 queda da PA

Fonte: SanarFlix editada
1ª, 2ª e 3ª TRIMESTRE

Alterações pulmonares 

Aumento do útero 🡪 comprime a bexiga + eleva diafragma 🡪 diminui capacidade residual funcional

Além de: 

  • Aumento do volume minuto
  • Aumenta a troca gasosa da gestante 🡪 estado de hiperventilação 🡪 NÃO pelo aumento da frequência respiratória mas sim por uma respiração mais profunda 🡪 alcalose respiratória (diminuição primária da pressão parcial de dióxido de carbono (PCO2) 🡪 diminui co2

Sintomas 

Fonte: SanarFlix

Tudo causado por: 

  • Aumento da progesterona na musculatura lisa  deixando o movimento da musculatura lisa mais devagar
  • Compressão uterina das estruturas abdominais

Fatores de risco gestacional

Características individuais e condições sociodemográficas desfavoráveis:

  • Idade maior que 35 anos;
  • Idade menor que 15 anos ou menarca há menos de 2 anos;
  • Altura menor que 1,45m; 
  • Peso pré-gestacional menor que 45kg e maior que 75kg (IMC30);
  • Anormalidades estruturais nos órgãos reprodutivos;
  • Situação conjugal insegura;
  • Conflitos familiares;
  • Baixa escolaridade;
  • Condições ambientais desfavoráveis;
  • Dependência de drogas lícitas ou ilícitas;
  • Hábitos de vida – fumo e álcool;
  • Exposição a riscos ocupacionais: esforço físico, carga horária, rotatividade de horário, exposição a agentes físicos, químicos e biológicos nocivos, estresse;
  • Risco psicossocial, associado à aceitação ou não da gravidez (tentou interrompê-la?).

História reprodutiva anterior: 

  • Abortamento habitual;
  • Morte perinatal explicada e inexplicada;
  • História de recém-nascido com crescimento restrito ou malformado;
  • Parto pré-termo anterior;
  • Esterilidade/infertilidade;
  • Intervalo interpartal menor que dois anos ou maior que cinco anos;
  • Nuliparidade e grande multiparidade;
  • Síndrome hemorrágica ou hipertensiva;
  • Diabetes gestacional;
  • Cirurgia uterina anterior (incluindo duas ou mais cesáreas anteriores). 

Condições clínicas preexistentes:

  • Hipertensão arterial;
  • Cardiopatias;
  • Pneumopatias;
  • Nefropatias;
  • Endocrinopatias (principalmente diabetes e tireoidopatias);
  • Hemopatias;
  • Epilepsia;
  • Doenças infecciosas (considerar a situação epidemiológica local);
  • Doenças autoimunes;
  • Ginecopatias;
  • Neoplasias.

Gestação de Alto Risco é “aquela na qual a vida ou a saúde da mãe e/ou do feto e/ou do recém-nascido têm maiores chances de serem atingidas que as da média da população considerada”.

1. Exposição indevida ou acidental a fatores teratogênicos. 

2. Doença obstétrica na gravidez atual: 

  • Desvio quanto ao crescimento uterino, número de fetos (GEMELIDADE) e volume de líquido amniótico; 
  • Trabalho de parto prematuro e gravidez prolongada; 
  • Ganho ponderal inadequado; 
  • Pré-eclâmpsia e eclâmpsia; 
  • Diabetes gestacional; 
  • Amniorrexe prematura; (RPM) é a rotura das membranas antes do início do trabalho de parto. Quando este evento ocorre antes de 37 semanas é denominada de amniorrexe prematura pré-termo (RPPT).
  • Hemorragias da gestação; 
  • Insu¬ficiência istmo-cervical; uma abertura indolor do colo do útero, que resulta no parto do bebê durante o segundo trimestre de gestação;
  • Aloimunização; Aloimunização é a formação de anticorpos quando há a exposição do indivíduo a antígenos não próprios, como ocorre, por exemplo, na transfusão de sangue incompatível e nas gestantes, cujos fetos expressam em suas células sanguíneas antígenos exclusivamente de origem paterna (eritropoiese fetal?);
  • Óbito fetal. 

3. Intercorrências clínicas: 

  • Doenças infectocontagiosas vividas durante a presente gestação (ITU, doenças do trato respiratório, rubéola, toxoplasmose etc.); 
  • Doenças clínicas diagnosticadas pela primeira vez nessa gestação (cardiopatias, endocrinopatias).

Autora: Maria Gabryella Curi

Instagram: @gaby.curi(osa)

Referências

Aula – Diagnóstico da Gravidez e Fisiologia da Gestação #Aprenda – SanarFlix – https://aluno.sanarflix.com.br/#/portal/sala-aula/5deef8e2a6bf9b0013cbeded/5daa87b54340d20011fb267f/video/5daa87b26cf8080026b2c2ea 

Super Material: Diagnóstico de Gravidez- SanarFlix- https://aluno.sanarflix.com.br/#/portal/sala-aula/5deef8e2a6bf9b0013cbeded/5daa87b54340d20011fb267f/documento/5e5d585ba9b13c001c8d12fe

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Compartilhe com seus amigos: