Ciclo ClínicoEndocrinologiaInternato

A remissão da diabetes tipo 2 não é uma missão impossível

A diabetes tipo 2 é uma doença heterogênea com uma crescente prevalência em todo o mundo. Os principais fatores de risco sobrepeso e obesidade, sedentarismo, estilo de vida e padrões alimentares não saudáveis – todos eles são modificáveis.
Intervenções de estilo de vida em indivíduos com tolerância prejudicada à glicose podem prevenir ou adiar o desenvolvimento de diabetes tipo 2 através da perda de peso, atividade física e escolhas dietéticas.

Além disso, o risco de diabetes é diminuído durante muitos anos após o período de intervenção ativo, sugerindo um efeito prolongado. No entanto, nenhum ensaio randomizado em larga escala havia sido publicado sobre os efeitos de tratamento não farmacológico sobre a remissão da taxa de diabetes em pacientes com diabetes tipo 2 que estão recebendo terapia antidiabética. Isso foi feito agora, pelo estudo DiRECT, publicado em dezembro de 2017 no The Lancet.

Evidência antes deste estudo: As diretrizes para diabetes tipo 2 se concentram em tratamentos farmacológicos para reduzir a glicemia e a hemoglobina glicada (HbA1c). A dieta e o estilo de vida são mencionados como parte dos esforços para controlar os níveis de glicemia, mas a remissão do diabetes por esta via era raramente discutida. O ganho de peso, no entanto, é um fator causal dominante de diabetes tipo 2 em indivíduos suscetíveis. Embora a cirurgia bariátrica possa alcançar a remissão de diabetes em cerca de 75% das pessoas com diabetes tipo 2, apenas uma pequena proporção poderia ou gostaria de sofrer tratamentos cirúrgicos.

Pré Internato 2.0: Conheça nosso curso

O estudo DiRECT fornece a primeira evidência de um ensaio randomizado de uma intervenção dietética e de estilo de vida com remissão do diabetes tipo 2 como resultado primário. As descobertas mostram que mais de um quarto das pessoas com diabetes tipo 2 de até 6 anos de duração está interessada em adotar um programa prático de gerenciamento de peso entregue por pessoal existente em atenção primária (incluindo uma alta proporção de homens), e que quase a metade daqueles que realizam a intervenção pode alcançar e manter a remissão em 12 meses. As reduções de peso alcançadas foram de cerca de 10 kg média no grupo de intervenção.

A principal limitação do estudo é a duração, mas o acompanhamento a longo prazo será continuado por 4 anos.
Estes resultados são impressionantes e sustentam fortemente a visão de que o diabetes tipo 2 está profundamente associado a massa gorda excessiva no corpo. No entanto, a prevenção da doença deve ser mantida como o principal objetivo que requer estratégias individuais e de base populacional, para enfrentar a epidemia de obesidade e diabetes tipo 2.

Tags

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar