Coronavírus

Segundo pesquisa, apenas 11% dos casos de Covid-19 no Brasil foram notificados

Segundo pesquisa, apenas 11% dos casos de Covid-19 no Brasil foram notificados

Compartilhar

Sanar Saúde

4 minhá 400 dias

Com apenas os casos mais graves recebendo o diagnóstico oficial das autoridades competentes, o Brasil teria registrado oficialmente apenas 11% do total real de atingidos pela Covid-19. 

Essa é a estimativa apresentada pelo Centro para Modelagem Matemática de Doenças Infecciosas da London School of Tropical Medicine (LSHTM), que efetuou um cálculo de subnotificações da Covid-19 em vários países.

“Estamos vendo a ponta de um grande iceberg. As minhas estimativas eram bem similares, cerca de 10%, mas isso não é, necessariamente, uma falha do sistema”, afirma o epidemiologista Roberto Medronho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Causas das subnotificações de Covid-19

Cerca de 80% dos casos de infecção do vírus apresentam sintomas muito leves que acabam não sendo diagnosticados por autoridades locais, pois não chegam nos hospitais ou recebem diagnósticos imprecisos. Com isso, apenas os casos mais graves recebem a notificação do sistema de saúde.   

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a testagem em massa é fundamental para reduzir a curva de crescimento da doença. Entretanto, o Governo alega que não existem testes disponíveis para efetuar este levantamento no Brasil, com 210 milhões de habitantes. 

O mesmo estudo aponta que outros países também apresentam um percentual pequeno de casos registrados em relação ao total real. Seria o caso da Itália, país com maior número de óbitos por coronavírus no continente europeu, com apenas por 4,6% da totalidade, Espanha (5,3%), França (9,2%) e Bélgica (12%). 

Em contrapartida, Coreia do Sul (88%) e Alemanha (75%) tiveram condições de testar grande parte da população e apresentam números bem próximos da realidade local.

Confira conteúdos voltados para profissionais da saúde!!

Casos confirmados de Covid-19 no Brasil

Segundo relatório do Ministério da Saúde publicado na última segunda (30), o Brasil apresenta 4.579 casos confirmados oficialmente da Covid-19, com 159 óbitos, uma letalidade de 3,5% dos infectados. 

Confira os números de casos por região e estado, segundo relatório:

Região Norte – 254 casos (6% do total)

  1. Amazonas (151 casos – 1 óbito)
  2. Acre (42 casos)
  3. Pará (21 casos)
  4. Roraima (16 casos)
  5. Tocantins (10 casos)
  6. Amapá (8 casos)
  7. Rondônia (6 casos)

Região Nordeste – 790 casos (17% do total)

  1. Ceará (372 casos – 5 óbitos)
  2. Bahia (176 casos – 1 óbito)
  3. Pernambuco (78 casos – 6 óbitos)
  4. Rio Grande do Norte (77 casos – 1 óbito)
  5. Maranhão (23 casos – 1 óbito)
  6. Alagoas (17 casos)
  7. Piauí (16 casos – 3 óbitos) 
  8. Sergipe (16 casos)
  9. Paraíba (15 casos)

Região Centro-Oeste – 435 casos (9% do total)

  1. Distrito Federal – 312 casos (1 óbito)
  2. Goiás – 61 casos (1 óbito)
  3. Mato Grosso do Sul – 44 casos
  4. Mato Grosso – 18 casos

Região Sudeste – 2507 casos (55% do total)

  1. São Paulo – 1517 casos – 113 óbitos
  2. Rio de Janeiro – 657 casos – 18 óbitos
  3. Minas Gerais – 261 casos – 1 óbito
  4. Espirito Santo – 72 casos

Região Sul 593 casos (13% do total)

  1. Rio Grande do Sul – 241 casos – 3 óbitos
  2. Santa Catarina – 197 casos – 1 óbito
  3. Paraná – 155 casos – 3 óbitos

Matérias Relacionadas:

De Quarentena com a Sanar! Juntos para combater a Covid-19
Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.