Atividade farmacológica dos extratos da casca do caule do tropeiro. O Connarus fulvus, Planch

Atividade farmacológica dos extratos da casca do caule do tropeiro. O Connarus fulvus, Planch

Autores:

Eleusa F. Taveira,
José A. Rizzo,
Joaquim Τ. Sousa,
Lelia S. Fernandes,
Wagner F. Torres,
Maria C. M. Pereira,
Ricardo F. Ansorval,
Antonio J. Lapa

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.18 supl.1-2 Manaus 1988

https://doi.org/10.1590/1809-43921988185240

RESUMO

O Cannarus fulvus Planch é utilizado em Goiás por ser "bom para o coração". Este trabalho estudou, a atividade farmacológica do extrato bruto etanólico (EE) do pó da casca do caule e da fração hidrossolúvel (FH) obtida após partição benzina/água. O EE e a FH produziram em ratos e camundongos diminuição da motilidade, sonolência sem hipnose, dificuldade respiratória, analgésia e arrastamento do trem posterior; estes proporcionais às doses. As DL50 em camundongos foram 210+/-22 e 310+/-52mg/kg, i.p. para o EE e FH respectivamente. A FH prolongou o sono barbitúrico, o tempo de reação ao calor na placa, quente e antagonizou (80%) as ações convulsivantes do pentilenotetrazol, mas não as da estricnina. Protegeu (100%) camundongos contra a ação letal do pancurônio e potencializou a ação da succinilcolina. Em preparações isolada, a FH potencializou (20%) a contração do diafragma em resposta ao estímulo elétrico do nervo frênico de ratos e reverteu o bloqueio neuromuscular produzido pela d-tubocurarina, em átrios de ratos e cobaias a freqüência e a força de contração não foram alteradas. As injeções do EE e FH em ratos anestesiados produziram hipotensão (5 a 100mg/kg); doses maiores foram letais. Os dados obtidos não confirmaram ação cardiativa direta. A planta apresentou ações depressões do S.N.C., analgésica, anticonvulsivante e descurarizante.

ABSTRACT

Connarus fulvus Planch is populary utilized in the State of Goiás because it is said to be "good for the heart". This paper studied the pharmacological activities of the crude ethanolic extract (EE) of the powdered bark and of the hirosoluble fraction (HF) of the benzine/water partition. The EE and HF produced in rats andmices a decrease in locomotion, certain drowsiness, respiratory problems, insensitivity to pain and weakness of the posterior limbs. These effects were proportional to the administered doses. The DL50 in mice were 210+/-22 and 310+/-52mg/kg, i.p. for the EE and HF, respectively. The HF potenciated barbiturate - induced sleeping-time, reaction time to heat in the hot-plate and, in 80% of the cases, it antagonized the convulsive actions of PENTYLENETETRAZOL but not of STRYCHNINE. It protected the mice, in all of the cases, against the lethal action of PANCURONIUM and potenciated the action of SUCCINYLCHOLINE. in isolated tissues the HF potenciated, in 20% of the cases, contrations of the diaphragm in response to electrical stimulus of the phrenic nerve of the rats and reversed the neuromuscular blonde produced by d-TUBOCURARINE. In rat and guinea pig atriums electrically stimulated neither the chronotropism nor inotropism were altered. The injection of EE nor HF in rats under anesthetics produced hypotension (5 to mg/kg) while higher doses were lethal. The data obtained from studies didn't confirm direct action on the heart. The plant thus presented depressive action in the CNS, analgesic and anticonvulsive action while, it also annuled the effect of CURARE.

Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.