Ecologia de cupins (Insecta: Isoptera) da Amazônia Central: efeitos do desmatamento sobre as populações

Ecologia de cupins (Insecta: Isoptera) da Amazônia Central: efeitos do desmatamento sobre as populações

Autores:

Adelmar G. Bandeira

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.9 no.3 Manaus Sept. 1979

https://doi.org/10.1590/1809-43921979093481

Resumo

Foram estudadas a distribuição e diversidade de cupins em áreas de floresta primária, capoeira e pastagem na Amazônia Central, Estado do Amazonas. Foram feitas medidas de umidade do solo, compactação do solo (taxa de infiltração de água no solo) e temperaturas do solo e do ar, para estabelecer relações com a distribuição dos cupins. Com um esforço de coletas aproximadamente equivalente nos três ambientes, ficou demonstrado que a maioria dos gêneros se distribui nos três habitats. Nasutitermes foi o gênero mais comum e com maior diversidade, sendo mais freqüente em pastagem. O número total de ninhos de cupins foi também maior na pastagem que na floresta primária. Os cupins do solo podem atingir quase um metro de profundidade e seu número foi maior na capoeira, seguido da pastagem e por último a floresta. A capacidade de infiltração de água no solo e umidade do solo diminuíram com o desmatamento. As flutuações diárias de temperaturas do solo e do ar foram maiores na pastagem que na floresta. A retirada da vegetação primária e as conseqüentes modificações microclimáticas poderiam ter sido responsáveis pela distribuição de certos grupos de Isoptera.

Summary

Distribution and diversity of termites were studied in areas of primary forest, capoeira (secondary forest) and pasture in Central Amazonia, near Manaus, Amazonas State Soil humidity, soil compactation (infiltration rate of water in the soil), and soil and air temperatures were measured to establish relationships with the termite distribution. With approximately the same amount of collecting in each of the three habitats, it was found that most of the genera were distributed in the three environments. Some genera were sorted into species. Nasutitermes was the most common genus, with the greatest number of species, and was most frequent in pasture. The total number of nests was also higher in the pasture than in the primary forest. Termites in the soil can reach almost a meter in depth and their abundance was greatest in capoeira, fallowed by pasture and lastly primary forest. The infiltration of water in the soil and the soil humidity diminished with deforestation. The diurnal range of soil and air temperatures was greater in pasture than in primary forest. The lack of vegetation and its effects on the microclimate could be responsible for the distribution of some Isoptera groups. Several species of ants were found to be predators of termites, mainly when nests were opened for collecting.

Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.