Fitogeo - um banco de dados aplicado à fitogeografia

Fitogeo - um banco de dados aplicado à fitogeografia

Autores:

Veridiana Vizoni SCUDELLER,
Fernando Roberto MARTINS

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967

Acta Amaz. vol.33 no.1 Manaus Jan./Mar. 2003

https://doi.org/10.1590/1809-4392200331021

RESUMO

Análises comparativas vêm sendo cada vez mais utilizadas para definir e relacionar os tipos de vegetação existentes no Brasil. Para tanto, cada pesquisador vem montando seu próprio banco de dados, usualmente elaborando um sistema com uma finalidade imediata e descartado ao término do projeto ou pesquisa. Essa prática leva ao desperdício de tempo, esforço, dinheiro e, principalmente, informação. Então, um sistema de banco de dados específico para armazenar e gerenciar informações advindas de levantamentos florísticos e, ou, fitossociológicos poderia padronizar, estruturar logicamente, evitar ou eliminar sobreposição de esforços, reduzir os custos e também promover oportunidade para que cientistas de diversas áreas compartilhem informações. Com esses objetivos e para suprir uma necessidade imediata de organizar uma base de dados, foi desenvolvido o FITOGEO. O sistema foi elaborado com a finalidade de gerenciar informações oriundas de listas florísticas ou de levantamentos fitossociológicos, variáveis ambientais associadas a estas listas e taxonômicas. O FITOGEO mantém a integridade dos dados, é centrado na ‘espécie’ e tem a capacidade de integrar dados e metadados de várias fontes. Apresenta duas interfaces: uma de características florísticas ou fitossociológicas, com todas as informações oriundas do levantamento em si, tanto das espécies quanto da metodologia adotada, e das variáveis ambientais associadas, como coordenadas geográficas, altitude, temperatura e precipitação. E outra taxonômica, resgatando informações como nome corrigido e o nome válido das espécies cadastradas e níveis hierárquicos supra-específicos.

Palavras-Chave: banco de dados; FITOGEO; metadados; integração de dados; fitogeografia

ABSTRACT

Recently vegetation comparative analyses have been increasingly used to define vegetation types in Brazilian territory. To carry out these analyses, each study has elaborated its own database, which usually is discarded at the end of a research project. This practice means waste of time, money, personal effort and mainly information. Organising and centralising information in a database, which lasts for a long time is the best way to avoid effort overlapping and waste of money, besides providing opportunities for scientists in different areas to use and share information. FITOGEO was conceived to meet these requirements. It was developed to store and manage floristic, phytosociologic, associated environmental variables and taxonomic information. FITOGEO maintains data integrity. It is “species centred” and able to integrate data and metadata from several sources. This database system presents two interfaces: (1) the floristic/phytosociologic, presenting information from species lists including the species and the methods, and associated environmental variables, such geographic co-ordinate, altitude, temperature and precipitation; and (2) the taxonomic, presenting information related to the species, such as correct spelling, valid name and supraspecific hierarchic levels.

Key words: Database; FITOGEO; Metadata; Data Integration; Phytogeography

Texto disponível apenas em PDF
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.