Flebotomíneos (diptera: psychodidae) no estado do Mato Grosso, município de Chapada dos Guimarães, Brasil

Flebotomíneos (diptera: psychodidae) no estado do Mato Grosso, município de Chapada dos Guimarães, Brasil

Autores:

Ceclie M. B. BIANCARDI,
Eloy Guillermo CASTELLÓN

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.30 no.1 Manaus Jan./Mar. 2000

https://doi.org/10.1590/1809-43922000301128

RESUMO

Estudo sobre a fauna de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae), no Município de Chapada dos Guimarães, Mato Grosso, Brasil, mostrou a presença de duas espécies de Brumptomyia e 43 espécies de Lutzomyia, todas registradas pela primeira vez no Estado de Mato Grosso. Durante o período de três anos (1993 a 1995), coletamos espécimes para conhecer a diversidade de espécies e aspectos ecológicos da fauna de flebotomíneos da área. Chama-se a atenção para a presença de L. ayrozai, L. flaviscutellata e L. whitmani vetores incriminados na transmissão da leishmaniose cutânea e L. longipalpis, vetor da leishmaniose visceral no Brasil.

Palavras-Chave: Diptera; Psychodidae; Flebotomíneos; Mato Grosso

ABSTRACT

Studies on the Phlebotomine sandfly fauna (Diptera: Psychodidae) of Chapada dos Guimarães, municipality of Mato Grosso State, Brazil, showed the presence of 2 species of Brumptomyia and 43 species of Lutzomyia; all were found for the first time in Mato Grosso state. During a period of three years (1993 to 1995) collections were carried out to know the species diversity and ecological aspects of the sandfly fauna in that area. The authors draw attention to the presence of L. ayrozai, L. flaviscutellata and L. whitmani, known vectors of cutaneous leishmaniasis, and, L. longipalpis, major vector of visceral leishmaniasis in Brasil.

Key words: Diptera; Psychodidae; Sand Flies; Mato Grosso

Texto disponível apenas em PDF
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.