Influência do sombreamento no crescimento de mudas de cumaru (Dipteryx odorata (Aubl.) Willd. - Fabaceae), cultivadas em viveiro

Influência do sombreamento no crescimento de mudas de cumaru (Dipteryx odorata (Aubl.) Willd. - Fabaceae), cultivadas em viveiro

Autores:

Toshihiro UCHIDA,
Moacir A. A. CAMPOS

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.30 no.1 Manaus Jan./Mar. 2000

https://doi.org/10.1590/1809-43922000301114

RESUMO

Este trabalho apresenta os resultados de um experimento realizado com mudas de Dipteryx odorata (Aubl.) Willd. no viveiro da Estação Experimental de Silvicultura Tropical, do Inpa, em Manaus, Amazonas. O objetivo foi avaliar o desempenho da espécie cultivada em viveiro sob diferentes níveis de sombreamento. O experimento foi instalado em blocos ao acaso, com cinco tratamentos: dois tratamentos com sombra temporária, passando a pleno sol e três tratamentos com sombreamento de 30%, 50% e 70%, obtidos com o uso de telas de poliolefinas, de cor preta. Aos 3 e 5 meses foram avaliados após a semeadura, diâmetro do colo, altura, comprimento das raízes, peso de matéria seca de raízes, caule e folhas e as relações altura/ diâmetro do colo e parte aérea/sistema radicular. Tanto aos 3 quanto aos 5 meses, o sombreamento não afetou o crescimento em altura e o comprimento das raízes. O diâmetro do colo foi maior sob 0% de sombreamento, sendo superior estatisticamente ao tratamento com 70% em ambos períodos. Com relação ao peso de matéria seca, o tratamento com 70% de sombreamento foi inferior aos demais na primeira medição. Na segunda medição verificou-se uma tendência de aumento do peso de matéria seca com a diminuição dos níveis de sombreamento. Os menores valores das relações altura/diâmetro do colo e parte aérea/sistema radicular foram obtidos a pleno sol. Dipteryx odorata, uma espécie típica das matas altas de terra-firme, cresce melhor a plena luz, quando cultivada em viveiro.

Palavras-Chave: Amazônia; espécies florestais; viveiro

ABSTRACT

This paper presents results of an experiment carried out in the nursery at the Tropical Silviculture Experiment Station of Inpa, in Manaus, Amazonas, Brazil, with Dipteryx odorata (Aubl.) Willd. seedlings. The objective was to assess the growth of the species in the nursery under different levels of shade. The experiment used fully randomised blocks with five treatments: two treatments with temporary shading which was removed later to provide full sun light (0%) and three treatments under shade (30%, 50% and 70%) using black polypropylene mesh. Stem diameter, height, root length, leaf, root, stem dry weights, shoot/root ratio and height/diameter ratio were assessed at three and five months after sowing. Height and root length were unaffected by shade levels at three and five months. Stem diameter was larger in full sun light, being statistically superior to the treatment with 70% shade, in both periods. Dry weight obtained under 70% shade was less than for other treatments at three months. At five months, there was a trend to increase dry weight as shade levels decreased. Smaller values of root/shoot ratio and height/diameter ratio were obtained in full sun. Dipteryx odorata, a species typical of the terra-firme (non-flooded) high forest, grows better under full sun light.

Key words: Amazônia; forest species; nursery

Texto disponível apenas em PDF
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.