Compartilhar

Migração de enxames de vespas sociais: demonstração de um caminho químico

Migração de enxames de vespas sociais: demonstração de um caminho químico

Autores:

Robert L. Jeanne

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.11 no.1 Manaus Mar. 1981

https://doi.org/10.1590/1809-43921981111153

Resumo

Vespas sociais da espécie Polybia sericea, que foram forçadas a enxamear pela destruição do seu ninho, foram atraídas pela secreção de uma glândula exócrina que se localiza na margem anterior (base) do quinto esternito abdominal das fêmeas. Enxames emigrante seguiram filas de estacas tratadas com tal secreção. O cheiro dessa secreção é o principal estimulo para a orientação de um enxame a um novo lugar de nidificação. Este trabalho é a primeira demonstração de um feromônio e sua fonte glandular numa vespa da subfamília Polistinae.