O Brasil procurando preencher o seu espaço na cirurgia bariátrica

O Brasil procurando preencher o seu espaço na cirurgia bariátrica

Autores:

Almino C. RAMOS

ARTIGO ORIGINAL

ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720

ABCD, arq. bras. cir. dig. vol.27 supl.1 São Paulo 2014

https://doi.org/10.1590/s0102-6720201400s100001

Ao aproximar-se o término deste mandato frente à SBCBM é oportuno relatar aos associados os principais fatos que caracterizaram nossas atividades. Foram muitos e em diversas direções. É orgulho para nós sabermos que o Brasil tem uma sociedade de cirurgia bariátrica forte e respeitada em todo o mundo. É o resultado do intenso trabalho que tem sido realizado ao longo de sua existência. Esse crédito pode ser mensurado pelo crescente interesse pela cirurgia bariátrica no Brasil e pelo aumento de nossa representatividade em eventos mundiais. Em todos os congressos de cirurgia bariátrica e metabólica internacionais de relevância, temos cirurgiões brasileiros participando como professores. Temos também o segundo congresso de cirurgia bariátrica mais importante do mundo. São mais de 1200 profissionais dele participando. Nos congressos mundiais da área sempre somos a segunda ou terceira delegação e hoje temos dois membros na diretoria executiva da "The International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Disorders (IFSO)".

A SBCBM, nestes dois anos, atuou fortemente junto à imprensa e outras especialidades para que cada vez mais a obesidade fosse vista como uma doença que demanda tratamento especializado e não como problema estético. Ressaltamos que, mais do que perda de peso, procuramos mostrar pelo controle das comorbidades que é possível melhorar a qualidade de vida das pessoas com um grande benefício para a saúde em sua concepção mais integral. Esta conscientização, aliada à grande melhora dos resultados da cirurgia bariátrica e metabólica colaboraram para o crescente aumento do número de cirurgias bariátricas no Brasil, sendo que no ano passado realizou-se cerca de 72 mil operações e este ano vamos ultrapassar os 80 mil pacientes operados. Este é o segundo maior número de operações do mundo, perdendo apenas para os EUA com cerca de 140 mil. Este fato por si só já justifica a existência de nossa sociedade. Além disso, existe a incessante procura por aprimoramento feita por nossos associados. Também procuramos a conscientização da população em relação aos riscos e benefícios dos procedimentos bariátricos, procurando reprimir a panaceia que corre entre as pessoas que encaram a cirurgia bariátrica como uma solução alternativa, simples e fácil para um emagrecimento sem sacrifícios. O objetivo sempre foi deixar claro que o método deveria ser entendido como um programa multidisciplinar com preparo, cirurgia e acompanhamento pós-operatório.

O reflexo das intensas atividades - sempre voltadas ao engrandecimento profissional e científico dos seus associados -, promoveu aumento de 36% no número de associados nesta gestão, passando de 1.012 quando assumimos para os atuais 1.390. O incentivo para o engrandecimento referido marca-se também pelo acréscimo de 81 Membros Titulares no período: 41 em 2013 e 40 em 2014. A descentralização que é sempre necessária para alcançar os rincões mais longínquos de nosso imenso País, foi estimulada pela criação de 15 capítulos distribuídos por todo território brasileiro.

Não contentes com menos de 10% da cirurgia bariátrica brasileira provir dos hospitais públicos foi realizada atividade marcante junto ao Governo Federal com a organização de curso junto com o SUS buscando divulgar alternativas para a cirurgia bariátrica no Brasil. Com o esforço de universalizar o atendimento aos necessitados, a sociedade auxiliou o governo a aumentar em 20% no número de operações pelo SUS e executou diversos cursos para formação de equipes multidisciplinares para atender o aumento da demanda. A discussão da implantação da cirurgia bariátrica laparoscópica nos hospitais públicos também foi alvo de vária reuniões e deve ocorrer em breve.

No sentido de atuar com multidisciplinaridade e promover educação continuada, a atual gestão realizou cursos junto com as sociedades correlatas: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - SBEM, Sociedade Brasileira de Diabetes - SBD, Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica - ABESO, Colégio Brasileiro de Cirurgiões - CBC e Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD. Todas essas interações foram direcionadas, dentre outras, para maior intercâmbio inter-societário com realização de diversos eventos conjuntos e também para a definição e oficialização dos parâmetros de indicação da cirurgia metabólica no Brasil.

É com orgulho que vemos aumentar o interesse da nossa comunidade pela pesquisa na área bariátrica brasileira. Ao longo dos últimos anos houve expressivo aumento no número de trabalhos executados por nossa comunidade. Devido à associação científica que existe com os Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva - ABCD, pôde-se dar veículo internacional para divulgação científica aos nossos associados. Com visibilidade internacional através da mídia acessada pela web, o ABCD permitiu que grande parte do todo que se produziu cientificamente no período tivesse oportunidade de ser visto globalmente de forma imediata através das bases científicas indexadoras mais importantes internacionais: Medline/Pubmed e Scielo. Os artigos completos tiveram incremento de 20% desde quando a SBCBM junto com o ABCD iniciaram a publicação de suplemento especial para divulgação de artigos completos durante os congressos da SBCBM e permanentemente disponíveis de forma bilíngue nessas bases. Também outro suplemento - este somente com os resumos dos temas livres, vídeos livres e pôsteres -, está em sua quinta edição com aumento mensurável a cada ano que passa. Neste ano tivemos número recorde de 270 trabalhos enviados pela comunidade bariátrica de todo o Brasil. É um sucesso e alegria em ver como a SBCBM tem colaborado para esse engrandecimento.

Este Congresso do Rio vai ter recorde de participantes e é lá que, com grande satisfação e a sensação do dever cumprido, iniciaremos a etapa final de nossa gestão. Nesse momento é necessário que se diga que tudo que conseguimos o foi com o empenho de toda nossa diretoria, da diretoria dos capítulos e pela empolgação permanente dos associados, que nos estimularam muito para alcançar tão expressiva produção multifocal de uma sociedade científica em tão pouco tempo de gestão.

Vamos continuar assim, pois o futuro nos espera com outras inovações e desafios. Venceremos todos, pois a melhor resposta que possamos dar ao nosso País é que: FIZEMOS NOSSA PARTE! e assim a SBCBM continuará a fazer.

Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.