O Jornal Brasileiro de Pneumologia que eu vivi

O Jornal Brasileiro de Pneumologia que eu vivi

Autores:

José Baddini-Martinez

ARTIGO ORIGINAL

Jornal Brasileiro de Pneumologia

versão impressa ISSN 1806-3713versão On-line ISSN 1806-3756

J. bras. pneumol. vol.41 no.5 São Paulo set./out. 2015

http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132015000500006

Assumi o JBP surfando em uma onda de importantes inovações propostas por Geraldo Lorenzi Filho, meu predecessor. O responsável pela publicação do JBP, até então, era o Diretor de Divulgação da SBPT, membro da sua diretoria. Coube a mim fazer a transição do modelo antigo e, tecnicamente falando, tornar-me o primeiro Editor-Chefe independente e dedicado exclusivamente à confecção do periódico. Foram seis anos de muito trabalho, entusiasmado e produtivo, sempre com apoio das Diretorias capitaneadas por Mauro Zamboni, Antonio Carlos Lemos e Jussara Fitterman. Naquela época, a ordem do dia era a necessidade imperiosa de inclusão do JBP nos sistemas de indexação de periódicos PubMed e ISI Web of Knowledge. Muito suor e saliva foram gastos visando à padronização de aspectos gráficos e o respeito às normas editoriais. Igualmente, muita energia foi colocada para garantir-se a periodicidade e a pontualidade da publicação, aspectos essenciais para uma revista científica tornar-se respeitada.

As minhas melhores lembranças do período são:

  • A participação na confecção dos Estatutos do Jornal, que ainda hoje regem o seu funcionamento

  • A efetiva implantação do recém-introduzido sistema de submissão de artigos on-line

  • A criação de uma homepage independente, com textos em português, inglês e espanhol

  • A visita, feita juntamente com Mauro Zamboni, à National Library of Medicine em Bethesda, EUA, em maio de 2006a

  • A festiva divulgação, realizada por Mauro Zamboni durante a abertura do XXXIII Congresso da SBPT em novembro de 2006 na cidade de Fortaleza, da tão sonhada indexação da revista junto ao PubMed

  • A inclusão do nosso Jornal na ISIWeb of Knowledge no ano de 2009, o que significou a projeção para o início do cálculo do fator de impacto a partir de 2011

  • A transferência em definitivo da secretaria e da administração do JBP para a sede da SBPT em Brasíliab

Sou obrigado a admitir que nem todas as iniciativas da época tiveram sucesso como, por exemplo, a frustrada tentativa de mudança da periodicidade do JBP para mensal. Desculpem, amigos, os erros aconteceram sempre dentro das melhores, ainda que equivocadas, intenções.

Uma das coisas que constatei à frente do JBP foi que, de fato, o fundamental sempre são as pessoas e as relações humanas. Os grandes avanços do JBP naquele período aconteceram, fundamentalmente, porque inúmeras pessoas estavam conscientes da importância e verdadeiramente imbuídas do desejo de aprimoramento da revista. Os autores brasileiros estavam cientes dessa necessidade e nos prestigiaram com seus manuscritos. Os membros do Corpo Editorial da revista sempre deram o seu melhor. Diretores e funcionários da SBPT daquele período também participaram, direta ou indiretamente, dos esforços promovidos pelo Editor-Chefe e seus auxiliares.

Para concluir, não posso deixar de relembrar e agradecer a enorme colaboração advinda do trabalho diário da secretária do JBP Luana Campos e de Priscilla Bovolenta.

Esse foi um grande período da minha vida!

Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.