Obesidade Infantil, Níveis de MMP-9 e Vitamina D

Obesidade Infantil, Níveis de MMP-9 e Vitamina D

Autores:

Zeynep Cerit

ARTIGO ORIGINAL

Arquivos Brasileiros de Cardiologia

versão impressa ISSN 0066-782Xversão On-line ISSN 1678-4170

Arq. Bras. Cardiol. vol.109 no.4 São Paulo out. 2017

https://doi.org/10.5935/abc.20170127

Caro Editor,

Li o artigo entitulado “MMP-9 Levels and IMT of Carotid Arteries are Elevated in Obese CHildren and Adolescents Compared to Non-Obese, de Andrade et al.,1 publicado recentemente, com muito interesse. Os pesquisadores demonstraram que crianças e adolescentes obesos tinham média de espessamento médio-intimal (EMI) mais alta, assim como a metaloproteinase da matriz-9 no plasma (MMP-9) e inibidor tecidual de metaloproteinase de matriz 1 em comparação aos não-obesos. Assim, esses achados indicam que este grupo apresenta um perfil de risco para aterosclerose precoce.1

A obesidade infantil é um problema de saúde pública internacional, que leva ao maior risco de obesidade na vida adulta e está associada a doenças cardiovasculares, como hipertensão, doença arterial coronária e periférica.2 A vitamina D (vit D) pode regular a massa tecidual adiposa, a diferenciação e o metabolismo. A deficiência de vit D pode contribuir com o sobrepeso e/ou com a obesidade, possivelmente por seu efeito na lipogênese e/ou adipogênese.3 Coussens et al.,4 relataram uma correlação inversa entre a concentração de vit D e os biomarcadores inflamatórios. O aumento do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) está associado à baixa concentração de vit D. A redução da vit D regula a produção de MMP-9 pelo TNF-α e reduz a produção de MMP-9. Wang et al.,5 relataram que os derivados da vit D podem inibir significativamente a MMP-2 induzida pelo TNF-α e a secreção de MMP-9 em fibroblastos derivados de pólipos nasais.

Neste contexto, considerando a associação entre a obesidade infantil, a MMP-9 e os níveis de vit D, a correlação do resultado deste estudo1 com os níveis de vit D pode ser benéfica.

REFERÊNCIAS

1 Andrade C, Bosco A, Sandrim V, Silva F. MMP-9 Levels and IMT of Carotid Arteries are Elevated in Obese Children and Adolescents Compared to Non-Obese. Arq Bras Cardiol. 2017;108(3):198-203. doi: 10.5935/abc.20170025.
2 Saggese G, Vierucci F, Boot AM, Czech-Kowalska J, Weber G, Camargo CA Jr, et al. Vitamin D in childhood and adolescence: an expert position statement. Eur J Pediatr. 2015;174:565-76. doi: 10.1007/s00431-015-2524-6.
3 Cerit Z. Prediction of childhood obesity with or without vitamin D deficiency. Eur J Pediatr. 2017;176(4):557. doi: 10.1007/s00431-017-2860-9.
4 Coussens A, Timms PM, Boucher BJ, Venton TR, Ashcroft AT, Skolimowska KH, et al. A1alpha, 25-dihydroxyvitamin D3 inhibits matrix metalloproteinases induced by Mycobacterium tuberculosis infection. Immunology. 2009;127:539-48. doi: 10.1111/j.1365-2567.2008.03024..
5 Wang LF, Tai CF, Chien CY, Chiang FY, Chen JY. Vitamin D decreases the secretion of matrix metalloproteinase-2 and matrix metalloproteinase-9 in fibroblasts derived from Taiwanese patients with chronic rhinosinusitis with nasal polyposis. Kaohsiung J Med Sci. 2015;31(5):235-40. doi: 10.1016/j.kjms.2015.02.001.