Propagação in vivo e invitro de Cissus sicyoides, uma planta medicinal

Propagação in vivo e invitro de Cissus sicyoides, uma planta medicinal

Autores:

Ilka Nacif de ABREU,
José Eduardo Brasil Pereira PINTO,
Suzan Kelly Vilela BERTOLUCCI,
Augusto Ramalho de MORAIS,
Clara GEROMEL,
Ângela LADEIRA,
Osmar Alves LAMEIRA

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967

Acta Amaz. vol.33 no.1 Manaus Jan./Mar. 2003

https://doi.org/10.1590/1809-4392200331007

RESUMO

O estudo da propagação de espécies utilizadas na medicina popular tem sido intensificado nos últimos anos devido ao crescente investimento em pesquisas para a descoberta de novos fármacos e da utilização da fitoterapia como um meio alternativo. O objetivo do trabalho foi a propagação in vivo e in vitro (estabelecimento e multiplicação) de Cissus sicyoides. Plantas mantidas em casa de vegetação forneceram estacas com 10 e 20 cm de comprimento, as quais foram tratadas com 0, 80 ou 160 mg/l de AIB, com ou sem sacarose + ácido bórico, por duas horas. Para o estabelecimento in vitro, após desinfestação, segmentos nodais com 10 mm de comprimento foram inoculados em meio de cultura sólido (MS), com diferentes concentrações de cinetina, BAP e ANA. Para a multiplicação in vitro, segmentos nodais com 10 mm foram inoculados em meio MS, suplementado com diferentes concentrações de BAP e ANA, e ANA e cinetina. Na propagação in vivo as estacas com 10 cm de comprimento apresentaram maior eficiência no enraizamento quando tratadas com 160 mg/l de AIB. In vitro os explantes foram melhor estabelecidos e multiplicados em meio de cultura suplementado com cinetina e ANA, que proporcionaram maior indução de gemas, crescimento em altura e ausência de calos na base das plântulas.

Palavras-Chave: insulina vegetal; boro; enraizamento; micropropagação; regulador de crescimento

ABSTRACT

The study of the propagation of species used in common medicine has intensified in the last few years due to the increasing investment in research for the discovery of new pharmaceuticals and utilization of phytotherapy as an alternative. The objective of this study was in vivo and in vitro propagation (establishment and multiplication) of Cissus sicyoides. Greenhouse plants furnished 10 and 20 cm long cuttings which were placed for two hours in 0, 80 or 160 mg/l of IBA, with or without sucrose and boric acid. For the in vitro establishment, the nodal segments were sterilized, 10 mm sections were inoculated in a solid culture (MS), and supplemented with kinetin, ANA and BAP. For the multiplication in vitro, 10 mm nodal segments were inoculated in a solid culture (MS), supplemented with the following interactions: BAP x ANA and ANA x kinetin. The 10 cm long cuttings presented good rooting when treated with 160 mg/l of AIB. In vitro the explants were established and multiplied better in a culture supplemented with 4.64 μΜ of kinetin and 2.7 μΜ of ANA, which promoted greater induction of buds, greater height and absence of callus formation at the base of plantlets.

Key words: Vegetable Insulin; Boron; Rooting; Micropropagation; Growth Regulator

Texto disponível apenas em PDF
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.