Relação Solo/Plântula - Pithecolobium racemosum Ducke (Angelim rajado)

Relação Solo/Plântula - Pithecolobium racemosum Ducke (Angelim rajado)

Autores:

Angela M. C. Leite,
Judy M. Rankin

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.12 no.1 Manaus Mar. 1982

https://doi.org/10.1590/1809-43921982121049

Resumo

Fez-se correlação entre a ocorrência de plântulas de Pithecolobium racemosum e a quantidade de macro e micronutrientes de solos coletados em áreas com diferentes graus de perturbação em locais próximos e afastados dos adultos desta espécie, em locais com e sem plântulas. Quanto aos macronutrientes, encontrou-se correlação entre a menor quantidade de PO 4 , Ca e Mg nos locais com plântulas e o inverso para locais sem plântulas. Para os micronutrientes, Mn e Cl comportaram-se de forma inversa para locais com plântulas (Mn em menor quantidade que Cl) e para locais sem plântulas (Mn em maior quantidade que Cl). A taxa de Al trocável foi elevada para todas as áreas de estudo e independente dos parâmetros de comparação com plântulas e elevada também quando comparada com outras áreas de regiões tropicais.

Summary

The presence or absence of seedlings of Pithecolobium racemosum with the amounts of macro and micronutrients of soils collected in areas with varying degrees of perturbation and at varying distance from the adults are here correlated. For macronutrients, it was found that PO 4 . Ca and Mg have lower concentrations in those areas that have seedlings. With respect to micronutrientes, Mn was lower in areas with seedlings than in areas without seedlings, while the reverse was true for CI. The concentration of AI was quite high in all of the areas studied, and independant of presence or absence of seedlings. It was high when compared with other tropical soils.