Sementes e plântulas de andiroba (Carapa guianensis Aubl. e Carapa procera D. C.): aspectos botânicos, ecológicos e tecnológicos

Sementes e plântulas de andiroba (Carapa guianensis Aubl. e Carapa procera D. C.): aspectos botânicos, ecológicos e tecnológicos

Autores:

Isolde Dorothea Kossmann FERRAZ,
José Luís Campana CAMARGO,
Paulo de Tarso Barbosa SAMPAIO

ARTIGO ORIGINAL

Acta Amazonica

Print version ISSN 0044-5967On-line version ISSN 1809-4392

Acta Amaz. vol.32 no.4 Manaus Oct./Dec. 2002

https://doi.org/1809-43922002324661

RESUMO

Na Amazônia, encontram-se ambas espécies do gênero Carapa (Meliaceae), conhecidas pela qualidade da madeira e pelo óleo extraído das sementes. O objetivo deste trabalho foi apresentar informações sobre sementes e plântulas de uma maneira abrangente para subsidiar interesses científicos e aplicados à propagação e manejo das espécies. Para tanto são apresentadas a bio-morfologia dos frutos, sementes e plântulas e uma descrição botânica comparativa, permitindo a distinção das duas espécies. A distribuição natural, abundância e fenologia são apresentados; como também fatores que afetam a regeneração natural, relacionados com as altas taxas de predação de sementes e o ataque da broca-do-ponteiro (Hypsipyla grandella). Andiroba produz sementes grandes e regularmente (em média com peso de 25 g - C. guianensis el6 g -C. procera), porém a produção de mudas enfrenta dificuldades devido a intolerância das sementes ao dessecamento e resfriamento. A espessura do tegumento das sementes de C. guianensis pode causar dormência e prolongar a germinação em até seis meses. O tegumento das sementes de C. procera é normalmente mais delgado e elas necessitam em média apenas um mês para germinar. Práticas de viveiro e plantio, assim como o uso destas espécies são abordados.

Palavras-Chave: morfologia; germinação de sementes; armazenamento; árvore tropical; árvore de uso múltiplo

ABSTRACT

In the Amazon Basin occur both species of the genus Carapa (Meliaceae). Roba-mahogany is well known for the quality of its timber and the oil extracted from its seeds. The provision of basic information on seed and seedlings to subsidize scientific studies and the propagation and management of these species was the objective of this study. Bio-morphology of the fruits, seeds and seedlings, and a comparative botanical description, allow the distinction of both species. The natural distribution, abundance and phenology are presented, as well as factors which may influence the natural regeneration, as the high seed predation and the infestation by Hypsipyla grandella. Roba-mahogany trees have large seeds (with an average weight of 25 g - C. guianensis and 16 g - C. procera) with a regular fructification. However, there are difficulties in seedling production due to desiccation and chilling sensitivity of the seeds. The thickness of the seed coat may cause dormancy of C. guianensis, which may delay the germination until six months. Seeds of C. procera, which normally have a thinner seed coat need in average only one month to germinate. Nursery practices and planting, as well as the use of these species are commented.

Key words: morphology; seed germination; storage; tropical tree; multi-purpose tree

Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.