Superação em Esquizofrenia: relato de casos

Superação em Esquizofrenia: relato de casos

Autores:

Mário César Rezende Andrade

ARTIGO ORIGINAL

Jornal Brasileiro de Psiquiatria

versão impressa ISSN 0047-2085versão On-line ISSN 1982-0208

J. bras. psiquiatr. vol.68 no.1 Rio de Janeiro jan./mar. 2019 Epub 13-Maio-2019

http://dx.doi.org/10.1590/0047-2085000000227

ABSTRACT

Schizophrenia has been traditionally viewed as a condition that leads to progressive impairment and disability. This pessimistic view is present in the clinical practice itself in psychiatry. The book Cases of recovery in schizophrenia challenges such a view by presenting a considerable number of real clinical cases of people with schizophrenia who presented a more optimistic outcome. Each chapter presents a case, described by its own clinician and characterized by a clinical and personal recovery of the condition. This work contributes, in an original way, to the development of a more positive and hopeful attitude towards the treatment of schizophrenia.

Keywords Schizophrenia; recovery; stigma

A esquizofrenia é predominantemente representada como uma doença grave e incapacitante, que leva exclusivamente a um desfecho de deterioração progressiva em várias esferas da vida. Essa visão está presente na sociedade como um todo e até mesmo na própria psiquiatria, o que pode dificultar o tratamento e reforçar ainda mais tal visão negativa. Entretanto, nas últimas décadas, vários estudos têm mostrado que uma parcela significativa de pessoas com esquizofrenia pode atingir uma recuperação funcional e sintomatológica satisfatória, devido principalmente a progressos nas intervenções farmacológicas e psicossociais. Paralelo a essa maior possibilidade de recuperação clínica, tem sido proposto recentemente o conceito de superação (tradução usada no livro para o termo inglês “recovery”), que tem progressivamente orientado as políticas de saúde mental em diferentes países. Mais do que a melhora clínica, esse conceito está associado a um processo individual e contínuo de desenvolvimento de uma vida significativa, com esperança e com uma nova identidade além da doença, apesar das consequências negativas dela1.

Baseando-se nessas novas possibilidades, o livro Casos de superação em esquizofrenia2, lançado recentemente, desafia a visão pessimista predominante acerca da doença. O livro reúne 25 casos clínicos reais de pessoas diagnosticadas com esquizofrenia, escritos por alguns dos maiores psiquiatras brasileiros que atuam na área, responsáveis pelo atendimento a essas pessoas. Todos os casos têm em comum um desfecho mais otimista, caracterizado por um processo de superação, tanto clínico quanto pessoal. Cada caso é apresentado em um capítulo, sendo dividido nas seguintes seções: (1) identificação da pessoa; (2) motivo do atendimento com o clínico responsável pela descrição do caso; (3) história da pessoa, com ênfase no contexto de desenvolvimento da esquizofrenia, curso inicial dos sintomas e suas consequências; (4) achados do clínico, ou seja, como a pessoa se apresentou ao atendimento, as primeiras impressões e intervenções; (5) curso do caso, com os procedimentos e decisões que levaram à superação da doença, tanto em termos da melhora sintomatológica e funcional, quanto do desenvolvimento de uma identidade além da doença, com sentido e esperança; (6) discussão, na qual são citados os fatores decisivos para o processo de superação em cada caso.

Os casos do livro descrevem pessoas de diversas origens e classes, todos clinicamente graves ou moderados, apresentando desafios importantes para os clínicos, mas, mesmo assim, desenvolvendo a superação. Casos mais leves, quando bem tratados, possuem prognósticos ainda melhores. Apesar da diversidade e singularidade de cada pessoa, alguns fatores se destacam como decisivos para o processo de superação na maioria dos casos apresentados, entre eles: o estabelecimento da aliança terapêutica, o acerto colaborativo da medicação, o envolvimento dos familiares, o oferecimento de outras intervenções psicossociais e o apoio ao “empoderamento” da pessoa, na vida e no tratamento. A obra consiste, portanto, em uma iniciativa importante e original, que apresenta, por meio de casos reais, a possibilidade de superação da esquizofrenia. O livro pode também ser usado como um instrumento inovador de formação em saúde mental, preparando futuros clínicos para uma atitude mais realista e de esperança com relação à doença.

REFERÊNCIAS

1. Anthony WA. Recovery from mental illness: the guiding vision of the mental health system in the 1990s. Psychatr Rehabil J. 1993;16(4):11-23.
2. Bressan RA, Gadelha A, Grohs G (Orgs.). Casos de superação em esquizofrenia. Porto Alegre: Artmed; 2017.
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.