Tumor carcinoide cístico de pâncreas diagnosticado por punção da parede do cisto guiada por ecoendoscopia: apresentação e diagnóstico incomuns

Tumor carcinoide cístico de pâncreas diagnosticado por punção da parede do cisto guiada por ecoendoscopia: apresentação e diagnóstico incomuns

Autores:

Rogério Colaiacovo,
Ana Carolina Figueiredo de Castro,
Ricardo Leite Ganc,
Christina Shiang,
Renée Zon Filippi,
Ângelo Paulo Ferrari Junior

ARTIGO ORIGINAL

Einstein (São Paulo)

versão impressa ISSN 1679-4508versão On-line ISSN 2317-6385

Einstein (São Paulo) vol.12 no.2 São Paulo abr./jun. 2014

http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082014AI2516

Tumores carcinoides císticos do pâncreas representam um subgrupo de potencial maligno e diagnóstico difícil.(1,2)

A ecoendoscopia com punção aspirativa por agulha fina (EE-PAAF) é um método efetivo para avaliar essas lesões.(1-4)

Paciente masculino, 52 anos, encaminhado ao Hospital Israelita Albert Einstein para investigação de um cisto de pâncreas. A ecoendoscopia revelou uma lesão cística, de 2cm na cauda do pâncreas, sem septações ou comunicação com ducto pancreático (Figuras 1 e 2). A análise do líquido puncionado mostrou níveis normais de amilase (67U/L) e baixos de CEA (11,2ng/mL).

Figura 1 Cisto neuroendócrino 

Figura 2 Após punção aspirativa por agulha fina 

O exame histológico dos fragmentos aspirados na parede do cisto (Figura 3) mostrou tumor carcinoide, confirmado pela imuno-histoquímica com cromogranina e sinaptofisina (Figura 4).

Figura 3 Ecoendoscopia com punção aspirativa por agulha fina da parede do cisto 

Figura 4 Centrifugado (“cell-block”) da punção aspirativa por agulha fina mostra numerosas células epiteliais com núcleos arredondados, cromatina em aspecto de “sal e pimenta” e citoplasma eosinofílico (hematoxilina-eosina, 10x). Imuno-histoquímica positiva para tumor neuroendócrino 

DISCUSSÃO

O diagnóstico pré-operatório de tumor carcinoide cístico de pâncreas é importante, por seu potencial de malignidade e possibilidade de ressecção.(5)

A tomografia computadorizada (TC) e a EE podem não auxiliar no diagnóstico, pois a imagem é quase sempre interpretada como cistoadenoma mucinoso pancreático, como neste caso.

A EE-PAAF é um método bastante preciso para diagnóstico de tumores carcinoides pancreáticos.(2-4) Os poucos estudos disponíveis mostram alta concordância entre os diagnósticos citológico e histopatológico.(2-4)

Este relato descreve uma lesão rara, cujo diagnóstico foi possível somente com a avaliação histológica dos fragmentos da parede do cisto obtidos pela EE-PAAF.

Este relato de caso mostra a eficácia da EE-PAAF em um diagnóstico raro.

REFERÊNCIAS

. Ballarin R, Masetti M, Losi L, Di Benedetto F, Di Sandro S, De Ruvo N, et al. Cystic pancreatic neuroendocrine neoplasms with uncertain malignant potential: report of two cases. Surg Today. 2009;39(2):162-7.
. Charfi S, Marcy M, Bories E, Pesanti C, Caillol F, Giovannini M, et al. Cystic pancreatic endocrine tumors: an endoscopic ultrasound-guided fine-needle aspiration biopsy study with histologic correlation. Cancer Cytopathol. 2009;117(3):203-10.
. Raddaoui E. Clinical utility and diagnostic accuracy of endoscopic ultrasound-guided fine needle aspiration of pancreatic lesions: Saudi Arabian experience. Acta Cytol. 2011;55(1):26-9.
. Figueiredo FA, Giovannini M, Monges G, Charfi S, Bories E, Pesenti C, et al. Pancreatic endocrine tumors: a large single-center experience. Pancreas. 2009;38(8):936-40.
. Patel KK, Kim MK. Neuroendocrine tumors of the pancreas: endoscopic diagnosis. Curr Opin Gastroenterol. 2008;24(5):638-42.
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.