Coronavírus

Aumento de casos de covid-19 em jovens

Aumento de casos de covid-19 em jovens

Compartilhar

Sanar Medicina

4 min25 days ago

Conforme os meses passam, a pandemia pelo novo coronavírus apresenta mudanças epidemiológicas, uma delas é o acometimento de pessoas cada vez mais jovens com COVID-19. Em artigo da NEJM, o autor médico Stephen G. Baum trata do aumento de casos de covid-19 em jovens, e pretendemos trazer aqui alguns dos pontos discutidos.

Logo no início da pandemia, o cenário era de pessoas mais idosas sendo as mais susceptíveis para contrair a infecção, culminando em doença grave e até óbito. Porém, segundo Baum, nos últimos meses a idade média dos pacientes norte-americanos infectados pelo SARS-CoV-2 caiu quase uma década.

COVID-19 em pessoas mais jovens, segundo dados da CDC

A afirmação é baseada em dados divulgados pelo Centers for Disease and Control (CDC), que informou que entre Maio e Agosto de 2020, caiu a média de idade dos infectados pela COVID-19, dado constatado a partir de três indicadores de incidência de infecção.

Os indicadores foram os seguintes: visitas à emergência de pacientes com sintomas sugestivos de COVID-19, resultados de testes de RT-PCR de infectados, e casos confirmados reportados.

O fenômeno observado nos EUA consistiu em aumento do número total de casos e mortes relacionadas à COVID-19, porém com média de idade de 46 anos em Maio para 37 anos em Julho e 38 anos em Agosto.

Para comparar os resultados, foram feitas análises de acordo com cada indicador específico de infecção, e nos 3 indicadores a tendência se mostrou de decréscimo da média de idade.

Além disso, os casos foram estratificados de acordo com intervalos de idade (0-19 anos, 20-39 anos, 40-59 anos e ≥60 anos). Entre os meses de Junho a Agosto, o intervalo que comportou o maior número de incidências foi o de pessoas com 20-29 anos, somando >20% do total de novos casos.

O impacto do aumento da covid-19 em jovens

Um dado importante: os resultados positivos dos testes na faixa etária acima citada saíram com antecedência de aproximadamente 8 dias prévios aos resultados dos novos casos de adultos com ≥ 60 anos, sugerindo que o grupo mais jovem pode ter sido responsável pela transmissão ao grupo de idade mais avançada.

Apesar dos dados poderem carregar vieses devido ao aumento da disponibilidade de testes para indivíduos no grupo jovem, estes parecem confirmar que o uso de medidas preventivas, como uso de máscara e distanciamento social, são muito menos observadas pelos jovens do que pelos idosos.

Conclusão: consciência de responsabilidade e risco

Com o retorno cada vez mais intenso dos indivíduos com idade mais jovem aos seus postos de trabalho e/ou universidades, é necessário o emprego de esforços para conscientizá-los da sua responsabilidade na transmissão do vírus para outros indivíduos, especialmente aqueles mais vulneráveis.

Além disso, há fatores de risco para doença grave e morte na população jovem, que precisam ser cada vez mais divulgados e estudados. Estes fatores de risco serão assunto para um outro post aqui, portanto, siga nos acompanhando nesse tema da COVID-19 em pessoas mais jovens.

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.