Coronavírus

Avaliação do Coronavírus no leite materno

Avaliação do Coronavírus no leite materno

Compartilhar

Sanar Medicina

3 minhá 235 dias

Será que o coronavírus pode ser transmitido pelo leite materno? Há uma preocupação que possa ser ocorrer transmissão para crianças através da amamentação.

As mulheres infectadas pelo SARS-CoV-2 em período de amamentação foram aconselhadas a utilizarem proteção para prevenir a transmissão via partículas respiratórias. Até o momento, o SARS-CoV-2 não foi isolado em leite materno, e não há relatos documentados de infecção de bebês através de leite contaminado.

Porém, a questão continua sendo importante, já que o potencial de transmissão ainda não foi descartado.

Um estudo buscou avaliar a presença do SARS-CoV-2 no leite materno de 18 mulheres infectadas. Confira os resultados encontrados.

Como o estudo foi realizado

Mulheres residindo em qualquer local do EUA, em período de amamentação e com infecção confirmada por SARS-CoV-2, enviaram amostras de leite materno para o centro da pesquisa.

As amostras passaram por teste PCR e de cultura, para detectar presença de vírus com competência para replicação no leite materno.

As amostras de leite fornecidas variaram de 1 a 12 amostras por mulher, sendo um total de 64 amostras coletadas.

Resultados das amostras de leite materno

Apenas 1 amostra obteve teste positivo para o RT-PCR SARS-CoV-2. Nenhum vírus competente para replicação foi detectado em qualquer das 64 amostras, incluindo a amostra positivada no teste de PCR.

As amostras haviam sido coletadas em diferentes e variados momentos, antes e depois do teste de RT-PCR para SARS-CoV-2 nas mulheres. O gráfico abaixo ilustra a variação do momento das coletas entre as participantes do estudo, diferenciando entre  mulheres sintomáticas e não sintomáticas:

Antes e depois do teste de RT-PCR para SARS-CoV-2 nas lactantes - JAMA Network

Conclusão: coronavírus no leite materno parece não ser fonte de transmissão

Apesar do RNA viral ter sido encontrado em uma das amostras, a cultura viral para esta foi negativa. Os dados deste estudo sugerem que o RNA do SARS-CoV-2 não representa vírus competente para replicação, e que o leite materno pode não ser uma fonte de infecção para crianças.

As limitações do estudo incluem tamanho amostral pequeno, amostras não randomizadas, autorrelato de RT PCR positivo e auto coleta de leite materno.

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.