Pneumologia

Caso Clínico: Pneumonia Adquirida na Comunidade | Ligas

Caso Clínico: Pneumonia Adquirida na Comunidade | Ligas

Compartilhar
Imagem de perfil de LAAOCCI

Área: Pneumologia

Autores: Cíntia Thaís Duarte Matias, Maria Eduarda Carvalho Pinheiro

Revisor (a): Eduardo Henrique Sarmento Bastos

Orientador (a): Genesino Cirilo de Carvalho

Liga: LAAOCCI – Liga Acadêmica de Anatomia Orientada para a Clínica Cirúrgica

Apresentação do caso clínico

Paciente do sexo feminino, 68 anos, doméstica, procedente e residente em Campina Grande, Paraíba, procurou a UPA local com queixas de tosse e vômitos há 3 dias. Foi encaminhada a outra unidade hospitalar para avaliar seguimento clínico. Paciente relata não melhora dos sintomas com uso de medicação em casa e piora progressiva do quadro nas últimas 24h. Possui sequelas de AVE há 14 anos e é portadora da Síndrome da Imobilidade, além de possuir também HAS. Nega tabagismo e etilismo ou outras comorbidades associadas. Faz uso de losartana 50mg uma vez ao dia, não sabendo informar sobre outras medicações que toma.

Ao exame: bom estado geral, consciente e orientada em tempo e espaço, afrebil ao toque, acianótica e anictérica, hidratada.

ACV : Ritmo cardíaco regular em dois tempos, com bulhas cardíacas normofonéticas sem sopro, normocárdica (FR: 70 bpm), PA de 100x60mmHg.

AR: murmúrio vesicular presente em ambos hemitórax com roncos difusos, saturando 99% em uso de cateter nasal ligado ao oxigênio 3L por minuto.

ABD: Globoso, depressível, indolor à palpação superficial e profunda, hipertimpânico.

Extremidades: Membros em flexão, edema +/4+

Ainda na UPA, foi realizado hemograma que evidenciou leucócitos 26.900/m³, hemoglobina 14,6 g/dL, hematócrito 43%, Plaquetas de 246.000/m³, ureia 17 mg/dl, creatinina 0.47 mg/dl. Uma dia após chegar na Unidade Hospitalar foi realizada nova coleta: ureia 28 mg/dl, creatinina 0.8 mg/dl, TGO: 16, INR: 1, tempo de protrombina 11s, albumina 2,2g/100ml, proteínas totais 5,5g/100ml.

Raio X apresenta opacidade principalmente em bases pulmonares bilaterais, com velamento de seios costofrênicos, sugestivo de consolidação pulmonar.

Questões para orientar a discussão            

1. Quais são as principais hipóteses diagnósticas para o caso apresentado?

2. Quais os tratamentos possíveis?

3. Quais as alterações encontradas na radiografia?

4. Cite 2 exames complementares que você pediria?

5. Quais as possíveis manifestações clínicas diante do diagnóstico?

Antes da resposta, quer revisar o manejo do paciente que apresente esse quadro clínico? Preparamos um vídeo com a conduta em formato de fluxo animado! Aperte o play e salve esse conteúdo para assistir sempre que precisar.

Respostas

1. Pneumonia, Tuberculose, Edema de pulmão, Derrame pleural.

2. Uso de um antibiótico da classe das cefalosporina (ex.: Ceftriaxona) ou outros antibióticos B- lactâmicos como uma penicilina de espectro ampliado (ex.: Amoxicilina).

3. Raio X apresenta opacidade principalmente em bases pulmonares bilaterais, com velamento de seios costofrênicos, sugestivo de consolidação pulmonar.

4. PPD, TC de tórax

5. Febre, sudorese, prostração, dispneia, tosse.