Clínica Médica

Caso Clínico: Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC) | Ligas

Caso Clínico: Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC) | Ligas

Compartilhar

Área: Pneumologia

Autores: Besaliel Júnior, Marina Prietto e Vanielle Caires

Revisor(a): Mayara Leisly Lopes

Orientador(a): Mayara Leisly Lopes

Liga: Liga Acadêmica de Medicina Generalista (LAMEGE)

Apresentação do caso clínico

Paciente do sexo feminino, 55 anos, branca, professora e natural e procedente de Salvador, Bahia, procurou Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com queixas de tosse e febre há 3 dias. Paciente relata ter apresentado quadro prévio de resfriado com cefaléia, dor de garganta e coriza há 8 dias. Refere que há cerca de 3 dias apresenta tosse produtiva com expectoração amarelo esverdeado, além de febre alta (mensurada 39ºc). Evoluiu com dor torácica ventilatório dependente à direita, difusa e de intensidade 5 em uma escala de 0 a 10, dispneia aos grandes esforços, com palpitações, escarros hemáticos e nega ter utilizado medicações, apresentando  melhora quando está em repouso. Relata ter artralgia, é hipertensa há 5 anos e faz uso de Losartana. Afirma ser tabagista há 15 anos, 01 cartela/dia.

Ao exame físico, REG, LOTE, acianótica, descorada +/++++, linfonodos palpáveis em cadeia cervical posterior, PA = 140x90mmHg, FC = 100bpm, FR: 28ipm e febril (39ºC). O exame de aparelho respiratório revelou expansibilidade diminuída na base de hemitórax direito, macicez à percussão e FTV aumentado nesse local. 

A paciente foi orientada a realizar exames laboratoriais para investigação de Pneumonia, Tuberculose e Embolia Pulmonar. Os exames solicitados foram: Hemograma – Hb: 12,2 mg/dl (VR:12-16),  Ht: 36,1% (VR: 35-45), Leucócitos: 14500 (VR: 4500-11000), Plaquetas: 350.000 (VR:150.000 – 450.000); Exame bacteriológico de escarro – Gram mais de 25 leucócitos por campo e menos de 5 células epiteliais por campo, presença de cocos gram positivos aos pares; Radiografia de tórax, apresentou sinais de hiperdensidade na base do hemitórax direito. O tratamento foi realizado com amoxicilina 500 mg, 3 vezes ao dia durante 7 dias.

Questões para orientar a discussão           

1.  Qual a principal suspeita diagnóstica?

2. Qual o principal agente etiológico dessa doença?

3. Qual o score mais utilizado para auxiliar na decisão de tratamento ambulatorial ou internação dessa doença?

4. Quais as principais manifestações clínicas dessa doença?

5. Qual o tratamento para um paciente que apresenta sinais de PAC?

Respostas

1. Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC). É uma infecção do trato respiratório causada por agentes adquiridos na comunidade ou com surgimento de 48h apos a internação hospitalar. Pacientes que estiveram hospitalizados por outras razões durante menos de 48h antes do surgimento de sintomas respiratórios também entram nessa categoria.

2. Streptococcus pneumoniae, 12 a 85% dos casos. Produz pneumolisina e enzimas implicadas na destruição celular e possuem capsula que dificulta a fagocitose e ação de macrófagos de defesa.

3. CURB-65. C = confusão mental; U = ureia > 50mg/dP.; R = frequência respiratória > 30 ciclos/min; B = pressão arterial sistólica < 90 mmHg ou diastólica < 60 mmHg); Idade > 65 anos.

4. Paciente com pneumonia, geralmente, apresentam inicio agudo ou subagudo de febre, tosse com ou sem expectoração e dispneia. Outros sintomas em comum, como dor torácica, dor pleurítica e escarro com hemoptoicos, além de sintomas inespecíficos como mialgias, fadiga e anorexia, podem estar presentes. Os achados em exame físico como taquipneia, taquicardia, hipotensão, crepitações localizadas e sinais sugestivos de consolidação pulmonar, que se manifesta por diminuição da expansibilidade torácica, podem ser encontrados. Além do aumento do frêmito vocal, maciez à percussão, redução do som vesicular, presença de sopro brônquico.

5. O tratamento antibiótico inicial é definido de forma empírica devido à impossibilidade de se obterem resultados microbiológicos logo após o diagnóstico da PAC, o que permitiria escolher antibióticos dirigidos a agentes específicos.

Quer revisar o manejo do paciente que apresente esse quadro clínico? Preparamos um vídeo com a conduta em formato de fluxo animado! Aperte o play e salve esse conteúdo para assistir sempre que precisar.

Esse fluxo foi retirado do livro Yellowbook Emergência. Quer acessar mais conteúdos como esse? Conheça o Yellowbook, um guia rápido de condutas e prescrições para a prática médica também na versão Aplicativo para você baixar, consultar e decidir diante de qualquer emergência.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.