Destaques Home

Covid-19 e anti-hipertensivos, suspender ou não?

Covid-19 e anti-hipertensivos, suspender ou não?

Compartilhar

Murilo Jorge da Silva

3 min176 days ago

Coronavírus e anti-hipertensivos

Com o surgimento do novo coronavírus, o Sars-Cov-2, e da doença que ele causa, a Covid-19, o mundo da medicina têm sido atingido por diversas informações novas e atualizações quase que diárias de protocolos e condutas.

Entre tantas novas questões surgiu a especulação de que medicamentos atuantes na modulação da Enzima Conversora de Angiotensina-2 (ECA2) poderiam beneficiar ou piorar o desfecho dos pacientes com Covid-19, mas isso tem sentido? 

De onde a hipótese surgiu?

Essa questão passou a ser abordada a partir da publicação do Drº Lei Fang no mundialmente conhecido The Lancet, o artigo discute as possíveis complicações da Covid-19 em pacientes hipertensos, o autor faz referência a dois estudos que avaliaram o perfil de morbimortalidade  nos pacientes infectados e em ambos os hipertensos despontam entre os principais grupos que sofreram agravo durante a infecção. 

A partir do achado desses estudos iniciais surgiu a indagação: o que esses pacientes possuem de diferentes dos outros que propicia o aumento da mortalidade nesse grupo?

O que já se sabia era que os vírus que causam a Síndrome Respiratória Aguda Grave costumam utilizar a ECA2 como substrato para replicação e que os medicamentos como os Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (IECA) e Bloqueadores dos Receptores de Angiotensina (BRA) costumam um realizar feedback positivo na modulação enzimática. A conclusão a partir desses achados foi pautada na plausibilidade biológica.

Suspender ou não?

Não. A Sociedade Brasileira de Cardiologia e a Sociedade Brasileira de Hipertensão recomendam que o manejo do paciente hipertenso, com insuficiência cardíaca ou diabetes Mellitus permaneça o mesmo, porém com uma atenção especial devido ao fato de que esses constituem um grupo de risco para desfechos graves relacionados à infecção pelo coronavírus. 

Por que? Os estudos ainda são insuficientes para que se chegue a alguma conclusão, são necessários estudos com um número maior de participantes, uma randomização adequada e um maior controle dos grupos.

Referências

https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S2213-2600%2820%2930116-8

https://jamanetwork.com/journals/jamainternalmedicine/fullarticle/2763184?guestAccessKey=57c8840d-7709-4d48-887c-e8b680f9ef0c&utm_source=silverchair&utm_medium=email&utm_campaign=article_alert-jamainternalmedicine&utm_content=olf&utm_term=031320

http://www.cardiol.br/sbcinforma/2020/20200313-comunicado-coronavirus.html

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.