Ciclo Clínico

Cuidados paliativos às crianças com Câncer | Colunistas

Cuidados paliativos às crianças com Câncer | Colunistas

Compartilhar

Comunidade Sanar

3 min há 718 dias

Câncer Infantil

O câncer infanto-juvenil (abaixo de 19 anos de idade) é uma patologia consideravelmente rara quando se comparada ao câncer em idade adulta, porém, quando se diz respeito à mortalidade, entre a faixa etária de 5 a 18 anos, a patologia representa a principal causa de óbito por doenças, excluindo-se acidentes e outras causas externas.

As principais neoplasias infanto-juvenil brasileiras são leucemias, linfomas e tumores do sistema nervoso central.

O câncer pediátrico é tido como um sucesso quando se diz respeito a cura,pois 70% dos casos tratados em centros especializados são curados. Mas, quando esses pacientes entram na faixa dos 30% que (infelizmente) não conseguem obter a cura, estes necessitam de cuidados especiais para enfrentar o curso da doença, e neste momento, o objetivo do tratamento passa-se de curativo para cuidados paliativos. 

Cuidados paliativos

Entende-se por “cuidados paliativos”, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e familiares que enfrentam problemas associados com doença que ameaça a vida, através da prevenção e alívio do sofrimento. São cuidados baseados na necessidade e não no prognóstico.

Os cuidados paliativos pediátricos são feitos por uma equipe multidisciplinar centrada nos pacientes e nas famílias, ajudando na comunicação e na coordenação dos cuidados, proporcionando a elas escolhas alinhadas a seus costumes, crenças e valores.

Benefícios

Os benefícios dos cuidados paliativos são amplos, especialmente quando dizem respeito a uma etapa tão delicada como a que essas crianças e seus familiares tendem a enfrentar. Baseia-se, principalmente, no suporte que estes profissionais darão na tomada de decisões e esclarecimento das opções de tratamentos.

Trabalhando em conjunto, a equipe de cuidados paliativos fornece uma camada extra de suporte por meio de:

1) Tratamentos especializados em alívio de sintomas, incluindo estresse.

2) Comunicação e esclarecimento para escolhas de tratamentos difíceis e complexos.

3) Estreita comunicação e coordenação com todos os outros médicos e equipes médicas.

4) Apoio a toda família, amigos e colegas do paciente.

Vale ressaltar que a combinação de cuidados paliativos com tratamentos curativos é essencial para fornecer a pacientes e familiares os cuidados médicos mais completos possíveis.

Cuidados paliativos pediátricos vs. adultos

A equipe multidisciplinar que vai dar todo cuidado necessário à criança com câncer sabe que suas necessidades vão muito além daquelas dos pacientes adultos, pois as crianças não são simplesmente pequenos adultos!

Como se trata de pacientes que estão crescendo e se desenvolvendo enquanto passam por uma doença grave, estes requerem cuidados ativos e totais no contexto do seu corpo, mente e alma.

As decisões médicas para crianças pequenas são geralmente tomadas pelos familiares, enquanto pacientes adultos podem tomar suas próprias decisões.

Os cuidados paliativos pediátricos também podem envolver um terapeuta, um terapeuta da vida infantil e/ou um especialista em comportamento infantil.

Conheça o curso de Pediatria do Sanarflix!

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.