Urgência e Emergência

Etiologias da Lesão Renal Aguda

Etiologias da Lesão Renal Aguda

Compartilhar

Yellowbook

4 min há 670 dias

A Lesão Renal Aguda ou Injúria Renal Aguda (IRA) pode ser dividida em três tipos etiopatogênicos diferentes:

  • IRA pré renal
  • IRA renal (lesão intrínseca)
  • IRA pós renal

Nesse post vamos trabalhar as principais etiologias de cada um dos tipos de IRA!

IRA Pré-Renal

A IRA pré-renal é a principal causa de injúria renal aguda, correspondendo de 30 a 60% dos casos. Basicamente, sua fisiopatologia se dá por redução do fluxo sanguíneo!

As principais causas de IRA pré-renal são:

  • Hipovolemia
  • Insuficiência de VE
  • Estados de choque
  • Síndrome Hepatorrenal
  • AINEs
  • IECA/BRA
  • Ciclosporina

Dessas causas, algumas são intrinsecamente ligadas ao hipofluxorrenal, porém outras podem gerar dúvidas como o uso de IECA e BRA. Essas duas drogas atuam prejudicando a autorregulação do fluxo renal e da taxa de filtração glomerular. Isso se dá porque essas drogas impedem a vasoconstrição da arteríola eferente e vasodilatação da aferente, isso diminui a TFG. Pacientes que já tem uma pré disposição ao baixo fluxo renal podem iniciar uma IRa pré-renal a partir do uso dessas droga.

A maioria das IRA pré-renais são reversíveis desde que se restaure o aporte sanguíneo adequado para os glomérulos. Uma exceção é a Síndrome Hepatorrenal (SHR), apenas resolver o hipofluxo não é suficiente para que se resolva a IRA. Na SHR há uma vasoconstrição intensa das arteríolas renais devido ao mecanismo compensatório frente à redução do volume circulante efetivo devido ao “sequestro” de volume causada pela vasodilatação esplâncnica em paciente cirróticos.

IRA Intrínseca

As lesões agudas intrínsecas correspondem por cerca de 40% dos casos de IRA. O tipo mais comum de IRA intrínseca é a Necrose Tubular Aguda (NTA), que correspondente a 75% dos casos.

Geralmente a NTA se dá em pacientes críticos que cursam com isquemia renal (choque, sepse, grande queimado, pancreatite aguda necrotizante), causando oligúria no paciente. Para causar NTA, a isquemia deve ser grave ou prolongada, geralmente de uma IRA pré-renal que evoluiu para uma lesão do rim já que não foi corrigida precocemente. Um dos sinais é o paciente que não responde à reposição volêmica.

Outras causas de IRA intrínseca são:

  • Nefrite Intersticial Aguda (NIA)
  • Obstrução intranéfron
  • Fármacos nefrotóxicos
  • Glomerulonefrite aguda
  • Púrpura Trombocitopênica Trombótica
  • Síndrome Hemolítico-Urêmica

IRA Pós-Renal

A IRA pós-renal corresponde a 10% dos casos de IRA e seu componente etiopatogênico é basicamente obstrução.

Logo suas principais causas incluem aquelas que impeçam a liberação de urina pelos rins, como Hiperplasia Prostática Benigna, válvula de uretra posterior, câncer de bexiga, obstrução uretetral bilateral (carcinoma metástico, linfoma pélvico e fibrose retroperitoneal.

Fluxograma

Quer acessar mais conteúdos como esse? Conheça o Yellowbook, um guia rápido de condutas e prescrições para a prática médica.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.