Fake News: cloroquina cura 98,7% dos pacientes com Covid-19

Fake News: cloroquina cura 98,7% dos pacientes com Covid-19

Compartilhar

Sanar Medicina

5 min21 days ago

A Fake News do momento é o texto “Estudo diz que a cloroquina é segura e aponta cura de 98,7% dos pacientes”, publicado na internet e compartilhado recentemente por algumas páginas nas redes sociais. 

A divulgação traz informações imprecisas sobre o uso da cloroquina e azitromicina, sugerindo a eficácia comprovada no tratamento da Covid-19. O texto tem como referência o artigo publicado na plataforma ScienceDirect e vinculado à revista Travel Medicine and Infectious Disease em maio deste ano. 

Entretanto, vale destacar que a metodologia utilizada no estudo e comunicada no artigo não permite conclusões precisas de causa e efeito em relação ao uso do medicamento e seus benefícios para a Covid-19. 

Entre os autores da pesquisa está o infectologista francês Didier Raoult, que ganhou projeção durante a pandemia do novo Coronavírus ao propor o uso da hidroxicloroquina para tratar a Covid-19, antes mesmo de qualquer estudo ter sido publicado por ele. 

Não existe comprovação de eficácia no uso da Cloroquina 

De acordo com Natalia Pasternak, pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da USP e presidente do Instituto Questão de Ciência, “os medicamentos não funcionam nem separados e nem em combinação”. 

A pesquisadora ainda mencionou que o uso em combinação para o tratamento da Covid-19 acarreta em um aumento significativo de risco cardíaco.

Antônio Carlos Bandeira, médico, professor de Infectologia da UniFTC e membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, também foi categórico ao afirmar que “não existe comprovação até o momento, considerando os estudos que já foram feitos. A verdade é que a gente não tem segurança para tratar em massa as pessoas com cloroquina”. 

SBI afirma que deve ser abandonada no tratamento da Covid-19

Após a divulgação de novos estudos, a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) divulgou na última sexta-feira (17) um posicionamento reafirmando ser contrária ao uso da cloroquina no tratamento da Covid-19.

De acordo com a nota divulgada, o Brasil deve retirar a droga de todas as fases do tratamento da Covid-19 de forma imediata e urgente.

O documento ainda revelou que a decisão foi baseada em evidências científicas, acompanhando todas as sociedades médicas científicas dos países desenvolvidos e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

O posicionamento assinado pelo presidente da SBI, Dr. Clóvis Arns da Cunha, e elaborado conjuntamente pelos infectologistas Dr. Alberto Chebabo, Dr. Sergio Cimerman, Dra. Christiane Reis Kobal, Dra. Lessandra Michelin, Dr. Antonio Carlos de Albuquerque Bandeira, Dra. Priscila Rosalba Domingos de Oliveira, Dr. Marcos Antonio Cyrillo, Dr. Estevão Urbano Silva e Dr. Leonardo Weissmann.

Ministério da Saúde orienta Fiocruz a recomendar cloroquina

Mesmo com todas as evidências científicas mostrando a ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19, o Ministério da Saúde orientou a Fiocruz a recomendar o uso do medicamento. 

Vale lembrar que a Fiocruz faz parte do estudo Solidarity, desenvolvido pela OMS, cujos testes com cloroquina e hidroxicloroquina foram suspensos, pois os resultados obtidos indicaram que as substâncias não reduziram a mortalidade de pacientes.

Em nota, a Fiocruz confirmou o recebimento do ofício de orientações e informou que “entende ser de competência dos médicos sua possível prescrição”. 

É Fake! Cloroquina não cura pacientes com Covid-19

Segundo o médico Antônio Carlos Bandeira, não é porque a pessoa se curou que a cloroquina funciona. “É para isso que existem os estudos randomizados e com grupos de controle, para mostrar se com esse medicamento as pessoas se curariam mais ou não”, complementa.

Ele lembra ainda que uma grande parte dos pacientes com o novo Coronavírus se curou sem maiores problemas. 

É importante frisar, mais uma vez, que a Organização Mundial da Saúde, a Sociedade Brasileira de Infectologia e outras organizações concluíram, com base em estudos científicos, que não existem evidências de eficácia do uso da cloroquina na covid-19. 

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.