Coronavírus

Fake news: OMS agora recomenda hidroxicloroquina para Covid-19

Fake news: OMS agora recomenda hidroxicloroquina para Covid-19

Compartilhar

Sanar Medicina

3 min21 days ago

A mais nova fake news que circula nas principais redes sociais afirma que a Organização Mundial de Saúde (OMS) modificou o seu posicionamento contrário à utilização da hidroxicloroquina para combater a Covid-19 e pediu desculpas por isso.

“OMS pede desculpas pelo erro na controvérsia sobre a hidroxicloroquina” é o texto que consta na mensagem falsa. Contudo, a Organização Pan-Americana de Saúde, escritório regional da OMS nas Américas, foi procurada pela equipe de jornalismo da CBN. 

Em resposta, a instituição deixou claro que “não houve mudanças no entendimento sobre a inadequação destes medicamentos para a Covid-19”. 

Em trecho do site da OPAS, referentes as dúvidas sobre o novo Coronavírus, consta que:

  • Todo país é soberano para decidir sobre seus protocolos clínicos de uso de medicamentos. Embora a hidroxicloroquina e a cloroquina sejam produtos licenciados para o tratamento de outras doenças – respectivamente, doenças autoimunes e malária –, não há evidência científica até o momento de que esses medicamentos sejam eficazes e seguros no tratamento da Covid-19;
  • As evidências disponíveis sobre benefícios do uso de cloroquina ou hidroxicloroquina são insuficientes, a maioria das pesquisas até agora sugere que não há benefício e já foram emitidos alertas sobre efeitos colaterais do medicamento. Por isso, enquanto não haja evidências científicas de melhor qualidade sobre a eficácia e segurança desses medicamentos, a OPAS recomenda que eles sejam usados apenas no contexto de estudos devidamente registrados, aprovados e eticamente aceitáveis.

Testes clínicos com a  hidroxicloroquina seguem suspensos desde junho

Desde o dia 17 de junho que a OMS anunciou o fim definitivo dos testes clínicos com hidroxicloroquina para o tratamento dos pacientes com a Covid-19. A decisão foi tomada dois dias após Food and Drug Administration, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, também anunciar a mesma medida.

A organização enfatizou que pesquisas mostraram que o uso da hidroxicloroquina “não reduz a mortalidade dos pacientes com Covid-19. Por esse motivo, a decisão foi tomada na época e o posicionamento segue vigente desde então. 

É FAKE! OMS não mudou posicionamento sobre a hidroxicloroquina

A OMS mantém o mesmo posicionamento de que as evidências científicas disponíveis sobre benefícios do uso de cloroquina ou hidroxicloroquina são insuficientes para que seja feita uma recomendação. E reforça ainda que a maioria dos estudos até agora desenvolvidos sugerem que não há benefício para o tratamento da doença.

Portanto, o posicionamento da organização segue o mesmo: não houve mudanças no entendimento sobre a inadequação destes medicamentos para a Covid-19.

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.