Ciclo ClínicoNeurologiaUrgência e Emergência

DESAFIO | Fraqueza repentina no lado direito do corpo

Fraqueza repentina no lado direito do corpo

  • Área do Desafio: Emergência neurológica.

Apresentação do caso clínico
ASR, 64 anos, sexo feminino, negra, portadora de hipertensão arterial sistêmica mal controlada. Atendida no serviço de emergência com história de diminuição súbita da força muscular no hemicorpo direito e dificuldade na articulação das palavras. Ao exame: PA 180×110 mmHg, FC 120 bpm, BRNF em 2T sem sopros e glicemia capilar 160 mg/dl. Exame neurológico com presença de disartria, resposta motora ausente em hemicorpo direito, localizava à dor no hemicorpo esquerdo, paresia facial central direita. Sensibilidade superficial e profunda preservadas. Restante do exame sem anormalidades.

Questões para orientar a discussão

  1. Qual provável diagnóstico da paciente?
  2. Quais diagnósticos diferenciais?
  3. Diante este caso, quais medidas diagnósticas devem ser tomadas imediatamente?
  4. Na avaliação do paciente foi solicitada a glicemia capilar. Qual sua importância nesse quadro?

Gabarito:

  1. Trata-se de uma paciente hipertensa, com história de déficit neurológico de instalação súbita,apresentando sinais localizatórios, na ausência de hipoglicemia, sugerindo portanto, evento vascular, ou seja, um acidente vascular cerebral (AVC).
  2. Crises epilépticas, hipoglicemia, hiperglicemia, encefalopatia hepática, Infecções sistêmicas (particularmente nos idoso), neoplasias e infecções do sistema nervoso central são diagnósticos diferenciais de AVC.
  3. Realizar uma glicemia capilar, colher os exames gerais (hemograma, glicemia, uréia, creatinina, sódio, cálcio, potássio, exames de coagulação, eletrocardiograma e radiografia de tórax) e realizar uma TC de crânio urgente.
  4. A hiperglicemia está associada a desfechos neurológicos ruins em pacientes com infarto isquêmico agudo, presumivelmente devido ao aumento da acidose tecidual secundária à glicólise anaeróbica e à acidose láctica. Além disso, pode afetar a barreira hematoencefálica e levar ao edema cerebral. Por outro lado, a hipoglicemia pode causar disfunção neurológica ou dano tecidual, representando um diagnóstico diferencial de AVC.

Referências:

  1. Anzai Y, Ghodke B. Nontraumatic Emergent Neuroradiology?: Review and Self-Assessment Module. AJR Integr Imaging. 2008;191(September):1–17.
  2. Martins, Htrlon Saraiva. Medicina de emergências: abordagem prática. -11. ed. rev. e atual.  Barucrl, SP: Manole, 2016.
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar