Ciclo Básico

Guia de Sobrevivência para os calouros de Medicina: 7 passos para sua saúde mental | Colunistas

A escolha da área da medicina, desde o surgimento da ideia, é um sonho em constante construção. Não é fácil chegar à conclusão de qual carreira escolher pois essa escolha acarretará em mudança do estilo de vida e exigirá abdicações e muito esforço.

A partir dessa escolha a rotina já começa a mudar aos poucos. Por ser um curso extremamente concorrido, a carreira de medicina exige dedicação e esforço máximo desde a briga por uma vaga na universidade. Os finais de semana passam a ser ocupados pelos inúmeros simulados, testes, revisões, “aulões”.

                Enfim, quando chega a tão sonhada aprovação, vem mais um impacto: O primeiranista de Medicina ingressa em uma fase eufórica e nela permanece durante boa parte do primeiro ano. Às vezes se torna necessário mudar-se de cidade e até mesmo de estado. Morar sozinho, pagar contas, fazer comida, cuidar da casa, administrar finanças são atividades novas para muitos acadêmicos recém aprovados no vestibular. Antes, morando com os pais, tinham todo apoio e carinho familiar, presencialmente. Agora encontram-se longe da família, amigos, parentes.

                O estudante de medicina, ao ingressar na Faculdade, acaba mudando de forma bastante radical o seu estilo de vida, com perdas na sua vida pessoal, nas suas relações sociais e no seu lazer, com o intuito de adaptar-se ao novo contexto de ensino-aprendizagem da vida universitária.

                Existem  fatores estressores, por exemplo as mudanças nas metodologias de estudo de passiva para ativa, a enorme quantidade de conteúdo a serem estudados, a diminuição acentuada do tempo dedicado ao lazer e atividades não ligadas a faculdade, a progressiva assimilação de estilo e do papel do médico, a competitividade, o contato com a morte e as doenças,  que geram medo de falhar no estudante de medicina. O impacto do adoecer no estudante de medicina e no jovem médico tem merecido pouca atenção. Por esse motivo, listei 7 passos para saúde mental de um calouro de medicina:

 1. Lembre-se que as pessoas são diferentes, não se cobre baseado nos resultados que outras pessoas alcançaram. Cada indivíduo tem seu tempo de aprendizagem.
2. Faça aquilo que te deixa feliz. Não participe de inúmeras ligas acadêmicas, projetos e outras coisas só para formalizar um ótimo currículo. Priorize as coisas que você gosta e, com o tempo, o currículo será feito naturalmente e fazendo aquilo que você gosta.
3. Pare de remoer o que aconteceu no seu dia. Nem todos os dias serão perfeitos. Alguns bons, outros nem tanto. O importante é seguir em frente, sempre.
4. Celebre suas conquistas, por mais simples que pareçam ser.
5. Saiba dizer não!
6. Seja o seu melhor amigo, dedique um tempo para atividades de lazer e entretenimento.
7. Dê atenção para sua saúde mental

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar