Cardiologia

Harvard: Estudo descobre novos tratamentos possíveis para insuficiência cardíaca

Uma equipe de pesquisadores conduzido pela Escola de Medicina de Harvard (Harvad Medical School) lotada no Hospital Geral de Massachusetts (Massachusetts General Hospital) descobriu que a atividade de uma via de sinalização importante aumenta com o envelhecimento e insuficiência cardíaca.

No relatório publicado no Science Translational Medicine, eles descrevem evidência tanto em modelos humanos quanto animais que o aumento da atividade dos receptores de activina tipo 2 (ActRII) está correlacionada com o agravamento de insuficiência cardíaca e que a inibição do ActRII pode melhorar a função cardíaca no organismo-modelo de ratos.

De acordo com Jason Roh, médico e autor principal do relatório, o envelhecimento já era conhecido há um tempo como um dos principais fatores de risco, se não o dominante, para problemas cardíacos, mas o porque disso ainda não era conhecido.

Segundo Roh, as descobertas da equipe de Harvard indicam que o percurso da ActRII tem um papel essencial na interseção entre o envelhecimento e insuficiência cardíaca e inibí-la poderia oferecer novas estratégias de tratamento muito importantes e necessárias para insuficiência cardíaca, uma doença fatal que também é a maior causa de hospitalização entre idosos.  

Experimentos adicionais descobriram que níveis da molécula de sinalização ativina A eram 3 vezes maiores em ratos mais velhos se comparados com ratos mais jovens e que o aumento dos níveis de circulação de ativina A levaram a disfunção cardíaca em ratos jovens. Inversamente, a inibição da ActRII melhorou a função cardíaca em diversos modelos de rato com insuficiência cardíaca.

Co autores desse estudo incluem Christine Seidman, Jonathan Seidman, Robert Gerszten, Se-Jin Lee, Estelle Lach-Trifilieff and David Glass.

Massachusetts General Hospital, fundado em 1811, é o original e maior hospital escola da Harvard Medical School.

Leia a notícia original e completa no blog da Harvard Medical School e no site do Massachusetts General Hospital.

 
Tags

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar