Colunistas

Infecção de covid após vacina e sintomas | Colunistas

Infecção de covid após vacina e sintomas | Colunistas

Compartilhar
Imagem de perfil de Ge Calazans

A vacinação contra a COVID-19 não impede a infecção pelo vírus SARS-CoV-2, mas previne as chances de infecção e reduz o risco de internação caso seja afetado pelo coronavírus. Porém, os sintomas após a vacinação podem ser diferentes, visto que a resposta imunológica é ou deveria ser diferente também.

Em um estudo feito no Reino Unido, a pesquisa mostrou as semelhanças e diferenças entre os sintomas em pessoas não vacinadas, vacinadas apenas com uma dose e em pessoas totalmente imunizadas.

Sobre o estudo:

Foram utilizados pelos pesquisadores dados de pessoas do Reino Unido, de 8 de dezembro de 2020 a 4 de julho de 2021, pelo aplicativo ZOE, disponibilizado no estudo UK Covid Symptom.

De acordo com a pesquisa, descobriram que mais de 1,2 milhão de adultos receberam pelo menos uma dose da Pfizer, Astrazeneca ou Moderna.

Destes, menos de 0,5% relatou ter sido infectado mais de 14 dias após a aplicação. De 1.240.009 indivíduos que tomaram a primeira dose, só 6.030 se infectaram com o coronavírus.

Dos que receberam duas doses, menos de 0,2% apresentaram uma infecção disruptiva, que é quando mesmo recebendo duas doses da vacina, adoece pelo mesmo agravo que a vacina deveria prevenir. Foram 2.370 casos positivos para 971.504 pessoas totalmente imunizadas, 7 dias após a aplicação da vacina.

As chances de hospitalização foram reduzidas em 70% após uma ou duas doses, e o risco de desenvolvimento de doença grave, conceituada como a presença de cinco ou mais sintomas na primeira semana da doença, reduziu em aproximadamente um terço

Sintomas de COVID-19 em pessoas que não estão vacinadas:

De acordo com a pesquisa, os sintomas mais comuns em pessoas que não tomaram nenhuma dose da vacina são, em ordem:

  1. Dor de cabeça
  2. Dor de garganta
  3. Coriza, nariz escorrendo
  4. Febre
  5. Tosse persistente

Em 9º lugar, anosmia (perda de olfato e paladar) e em 30º lugar falta de ar

Sintomas de COVID-19 em pessoas vacinadas que receberam uma dose:

De acordo com a pesquisa, os sintomas mais comuns em pessoas que tomaram apenas uma dose da vacina são, em ordem:

  1. Dor de cabeça
  2. Nariz escorrendo
  3. Dor de garganta
  4. Espirros
  5. Tosse persistente

Em pessoas vacinadas apenas com uma dose, os espirros se tornaram mais comuns do que a tosse persistente, que antes eram bem menos relacionados com a infecção.

Sintomas de COVID-19 em pessoas vacinadas que tiveram duas doses de vacina:

  1. Dor de cabeça
  2. Nariz escorrendo
  3. Espirros
  4. Dor de garganta
  5. Perda do olfato

De acordo com o estudo, aqueles que tiveram COVID-19 após receberem as duas doses da vacina, relataram que os sintomas tiveram uma duração mais curta de tempo, sugerindo a menor gravidade da infecção pelo vírus após a imunização.

Quem corre maior risco de contrair COVID mesmo após a vacinação?

Os grupos de risco para COVID-19 como idade avançada e fragilidade por outras doenças pré estabelecidas na vacinação demonstraram que tinham até duas vezes mais chances de contrair a infecção por COVID-19 e adoecer após vacinação completa

Por isso, algumas pesquisas sugerem um reforço oportuno para esses grupos com maior risco de desenvolvimento da doença grave, visto que a vacinação previne a forma letal da doença.

Motivos que explicam essa mudança no quadro clínico da infecção pelo Coronavírus:

Parte dessa alteração se dá pela própria mudança do vírus, mas também se deve aos dados demográficos daqueles que estão se infectando.

Atenção:

Caso esteja vacinado com as duas doses e apresente alguns destes sintomas e principalmente espirros recorrentes, faça o teste do COVID-19 para evitar a propagação para aqueles que possuem risco maior de desenvolver a doença grave.

Os cuidados devem ser mantidos

Mesmo com a imunização completa, ainda há chances de se infectar e transmitir o vírus para outras pessoas. Por isso, mantenha os cuidados, ao tossir ou espirrar, cubra seu rosto e lave suas mãos e use álcool em gel.

Orientações do CDC para pessoas completamente vacinadas

De acordo com a analista médica da CNN Leana Wen “Eles dizem que se você já tomou as duas doses da vacina, as chances de se infectar com o novo coronavírus são muito menores, assim como de estar assintomático, pois mesmo infectado, sua carga viral será muito baixa e mais difícil de contaminar outras pessoas”.

Conclusão

Visto isso, é importante que as pessoas entendam que a imunização completa não é sinônimo de fim do risco de infecção e de apresentação da doença e sim a redução de chances de se infectar e apresentar a forma grave da doença, que pode ser letal.

Autora: Geovanna Calazans Corrêa

Instagram: @gedicina

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Referências:

What are the new top 5 COVID-19 symptoms?  https://covid.joinzoe.com/post/new-top-5-covid-symptoms#part_1

Covid-19: o que as pessoas que tomaram as duas doses da vacina precisam saber https://www.cnnbrasil.com.br/saude/covid-19-o-que-as-pessoas-que-tomaram-as-duas-doses-da-vacina-precisam-saber/ Who is at the highest risk of post vaccination COVID? https://covid.joinzoe.com/post/double-covid-vaccination-halves-risk-of-long-covid