Ciclo Clínico

Informações gerais sobre o câncer de mama | Colunistas

Informações gerais sobre o câncer de mama | Colunistas

Compartilhar

Talita Bigoli

3 min há 590 dias

O câncer de mama é causado pela multiplicação anormal de células da mama, portanto temos vários tipos de câncer, sendo alguns mais agressivos e outros menos letais. Estima-se que em 2020 tenhamos 66.280 novos casos.

Alguns fatores de risco para a doença ocorrer são completamente evitáveis como o sedentarismo, o consumo de bebida alcoólica, a obesidade e até mesmo a exposição frequente à radiações ionizantes, assim como uso de contraceptivos hormonais. Outros fatores não estão completamente em nossas mãos, como a história familiar de câncer de ovário, casos de câncer diagnosticados na família principalmente antes dos 50 anos, primeira menstruação antes dos 12 anos, primeira gravidez após os 30 anos, entrar na menopausa após os 55 anos e ter feito reposição hormonal pós menopausa, especialmente se foi por um período maior do que cinco anos.

Vale ressaltar que a mulher que possuir um ou mais desses fatores genético-hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama, mas não indica que necessariamente terá a doença. O fator genético corresponde a apenas 5 a 10% do total de casos da doença.

Cerca de trinta por cento dos casos podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como a prática de atividade física e uma alimentação balanceada, evitando o consumo de bebidas alcoólicas e o uso de hormônios sintéticos. O aleitamento materno é um fator protetor considerável para o câncer, no entanto o fato de não amamentar não se caracteriza fator de risco para a doença, apenas uma perda de um fator protetor.

O câncer de mama pode ser detectado em suas fases bem iniciais, aumentando assim a chance de cura com tratamentos menos agressivos, a maior parte dele é detectado pelas próprias mulheres e o Ministério da Saúde preconiza que mulheres entre 50 e 69 anos façam a mamografia a cada dois anos.

Em geral, as mulheres percebem um nódulo fixo e indolor, pode sentir também a pele avermelhada, retraída com um aspecto de casca de laranja, pode ter também alterações no mamilo (bico do peito) e saída de líquido anormal pelos mamilos. O médico faz a confirmação do câncer através da biopsia, que nada mais é do que a retirada de um fragmento do nódulo através de uma agulha.

O tratamento será definido pelo médico junto com o paciente, pois depende do tipo de tumor, do tamanho e da fase em que foi diagnosticado. Inclui cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica. Em qualquer suspeita, procure um médico o mais rápido possível. Para auxiliar nessa rapidez, entrará em vigor esse mês a nova lei que impõe ao SUS a realização dos exames para casos suspeitos de malignidade em até no máximo trinta dias, pois quanto mais precoce for feito o diagnóstico, maior a chance de cura.

Para auxiliar nessa rapidez, entrará em vigor esse mês a nova lei que impõe ao SUS a realização dos exames para casos suspeitos de malignidade em até no máximo trinta dias, pois quanto mais precoce for feito o diagnóstico, maior a chance de cura.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.