Inscrições abertas para diversos programas de residência médica em instituições de SP, MT, PR e SE

Inscrições abertas para diversos programas de residência médica em instituições de SP, MT, PR e SE

Índice
Índice
Sanar Residência Médica
5 min496 days ago

Durante a última semana diversos editais de Residência Médica foram divulgados. Instituições dos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Sergipe estão com inscrições abertas para os programas de Residência Médica. São elas:

INSTITUIÇÃO ESTADO INSCRIÇÕES 1ª FASE TAXA RESULTADO
FINAL
SAIBA MAIS
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
– USP RP
SP até 30.10.18 26.11.18 R$ 770,00 17.12.18 Veja o edital de Acesso Direto 
Faculdade de Medicina de Jundiaí – FMJ (Acesso Direto) SP até 08.11.18 05.12.18 R$ 400,00 Veja o edital de Acesso Direto
Hospital do Servidor Público Estadual – IAMSPE SP até 05.11.18 1ª fase: 02.12.18
2ª fase: 12.01.19
R$ 245,00 13.02.19 Veja o edital de Acesso Direto
Veja o edital de Pré-Requisito 
Veja o edital de Área de Atuaçã
Centro Oftalmológico de Cáceres – COC MT até 16.11.18 02.12.18 R$ 400,00 06.12.18 Veja o edital
Instituto de Neurologia de Curitiba – INC PR até 30.11.18 ver edital R$ 400,00 Veja o edital
Hospital Erasto Gaertner – HEG PR até 14.11.18 14.12.18 R$ 450,00 21.12.18 Veja o edital 
Hoftalon – Hospital de Olhos PR até 22.11.18 1ª fase 04.12.18
2ª fase: 18.12.18
R$ 800,00 20.12.18 Veja o edital
Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana – AMSA PR até 12.11.18 02.12.18 R$ 150,00 08.01.19 Veja o edital
Prefeitura Municipal de Cascavel PR até 18.10.18 1ª fase: 07.11.18
2ª fase: 28.11.18
R$ 200,00 05.12.18 Veja o edital 
Hospital Santa Isabel HSI-SE SE até 21.11.18 05.12.18 R$ 350,00 13.12.18 Veja o edital

– Saiba mais sobre os programas de residência Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP: 

PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA DE ACESSO DIRETO:

(*) bolsas provenientes do Ministério da Saúde
(**) O HCFMRP-USP oferecerá para 2019 somente o Programa de Pré-Requisito em Área Cirúrgica Básica. Este programa tem a duração de 2 anos obrigatórios, não confere certificado em Cirurgia Geral e é considerado pré-requisito para as áreas de especialidades cirúrgicas. Para maiores esclarecimentos sobre o assunto, consulte este link.

– Saiba mais sobre o programa de Residência de Acesso Direto da Faculdade de Medicina de Jundiaí – FMJ:

VAGAS OFERECIDAS:

Observações:
– Uma vaga de cirurgia geral está reservada para um candidato selecionado, classificado e matriculado em 2018, de acordo com Resolução da CNRM.
– O médico residente que cursar o pré-requisito em Área Cirúrgica Básica (2 anos) ou o Programa de Cirurgia Geral (3 anos) poderá realizar a prova para as especialidades cirúrgicas. Dúvidas, acessar o link “Perguntas frequentes sobre Cirurgia Geral” na página da Residência Médica no Portal do MEC
– A conclusão do Programa de Residência Médica em Área Cirúrgica Básica com duração de 2 anos não confere Título de Especialista ao término, mas permite que o candidato concorra para residência nas especialidades cirúrgicas e irá certificá-lo a realizar os procedimentos capacitados. O concluinte não poderá anunciar-se Especialista em Cirurgia Geral. 

E aí, você está pronto para ser um residente de medicina?
Então que tal você começar a se preparar para o seu sonho?


Clica no banner aqui embaixo e conheça os nossos cursos!

Compartilhe com seus amigos:
Tire 10 nas provas da faculdade

Estude com as melhores aulas de professores padrão USP onde você estiver no SanarFlix.

Vídeo-aulas

Fluxogramas

Mapas mentais

Resumos

Questões comentadas

Cancele quando quiser

Seja aprovado na Residência

Paciente do sexo feminino, 65 anos, com nódulo na tireoide identificado em exame físico, com 2,0 cm de diâmetro, endurecido, em lobo esquerdo. Realizada ultrassonografia da glândula tireoide, caracterizando nódulo sólido de 2,0 cm em lobo esquerdo e nódulo de 1 cm no lobo direito, e com laudo final de "bócio multinodular". A melhor conduta seria:

A
observação clínica.
B
tratamento com tiroxina em doses supressivas.
C
tomografia computadorizada para confirmar multinodularidade.
D
exame citológico de material obtido por punção biópsia aspirativa por agulha fina.
E
radioiodoterapia.
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.