Livros

Hemograma: Um Guia Prático

Leia o Livro Completo
Índice
12.2
Índice
1.

DA COLETA AO RESULTADO DO HEMOGRAMA

1.1

DA COLETA AO RESULTADO DO HEMOGRAMA

2.

ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS – ERITROGRAMA

2.1

ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS – ERITROGRAMA

3.

INTRODUÇÃO ÀS ANEMIAS

3.1

INTRODUÇÃO ÀS ANEMIAS

3.2

DEFINIÇÃO DE ANEMIA

3.3

CLASSSIFICAÇÃO DAS ANEMIAS

3.4

ABORDAGEM DIAGNÓSTICA

4.

ANEMIAS MICROCÍTICAS

4.1

ANEMIAS MICROCÍTICAS

4.2

ETIOLOGIA DAS ANEMIAS MICROCÍTICAS

4.3

AVALIAÇÃO DAS ANEMIAS MICROCÍTICAS

5.

ANEMIAS MACROCÍTICAS

5.1

ANEMIAS MACROCÍTICAS

5.2

ETOLOGIA DAS ANEMIAS MACROCÍTICAS

5.3

AVALIAÇÃO DAS ANEMIAS MACROCÍTICAS

6.

ANEMIAS NORMOCÍTICAS

6.1

ANEMIAS NORMOCÍTICAS

6.2

ETIOLOGIA DAS ANEMIAS NORMOCÍTICAS

6.3

AVALIAÇÃO DAS ANEMIAS NORMOCÍTICAS

7.

ERITROCITOSE

7.1

ERITROCITOSE

7.2

ETIOLOGIA DA ERITROCITOSE

7.3

AVALIAÇÃO DA ERITROCITOSE

8.

INTRODUÇÃO À SÉRIE BRANCA

8.1

INTRODUÇÃO À SÉRIE BRANCA

9.

LEUCOCITOSE

9.1

LEUCOCITOSE

9.2

FISIOPATOLOGIA DA LEUCOCITOSE

9.3

AVALIAÇÃO E ETIOLOGIADA LEUCOCITOSE

9.4

DESVIO À ESQUERDA

9.5

REAÇÃO LEUCEMOIDE

9.6

REAÇÃO LEUCOERITROBLÁSTICA

10.

DESVIO À ESQUERDA

10.1

DESVIO À ESQUERDA

11.

NEUTROFILIA

11.1

NEUTROFILIA

11.2

ETIOLOGIA DA NEUTROFILIA

11.3

AVALIAÇÃO DA NEUTROFILIA

12.

NEUTROPENIA

12.1

NEUTROPENIA

12.2

ETIOLOGIA DA NEUTROPENIA

12.3

AVALIAÇÃO DA NEUTROPENIA

13.

LINFOCITOSE

13.1

LINFOCITOSE

13.2

AVALIAÇÃO E ETIOLOGIA DA LINFOCITOSE

14.

LINFOPENIA

14.1

LINFOPENIA

14.2

ETIOLOGIA DO LINFOPENIA

14.3

AVALIAÇÃO DO LINFOPENIA

15.

EOSINOFILIA E EOSINOPENIA

15.1

EOSINOFILIA

15.2

ETIOLOGIA DA EOSINOFILIA

15.3

EOSINOPENIA

16.

MONOCITOSE E MONOCITOPENIA

16.1

MONOCITOSE E MONOCITOPENIA

16.2

MONOCITOSE

16.3

MONOCITOPENIA

17.

BASOFILIA E BASOPENIA

17.1

BASOFILIA E BASOPENIA

17.2

AVALIAÇÃO DA BASOFILIA E BASOPENIA

17.3

ETIOLOGIA DA BASOFILIA E BASOPENIA

18.

TROMBOCITOPENIA

18.1

TROMBOCITOPENIA

18.2

AVALIAÇÃO DA TROMBOCITOPENIA

19.

TROMBOCITOSE

19.1

TROMBOCITOSE

19.2

AVALIAÇÃO E ETIOLOGIA DA TROMBOCITOSE

20.

PANCITOPENIA

20.1

PANCITOPENIA

20.2

AVALIAÇAO E ETIOLOGIA PANCITOPENIA

21.

ESFREGAÇO PERIFÉRICO

21.1

ESFREGAÇO PERIFÉRICO

ETIOLOGIA DA NEUTROPENIA - INFECÇÕES

Infecções, principalmente durante a infância, podem cursar com neutropenia autolimitada, que ocorre normalmente durante o período de viremia e se mantêm por cerca de uma semana.

ETIOLOGIA DA NEUTROPENIA - DROGAS

Qualquer droga tem o potencial de induzir neutropenia, todavia algumas possuem maior associação, como sulfametoxazol-trimetoprim, drogas antitireoidianas, antipsicóticos, AINEs, entre outras.

ETIOLOGIA DA NEUTROPENIA - CONGÊNITAS

Dentro desse grupo estão diversas síndromes. As que cursam com neutropenia exclusivamente são: - Neutropenia étnica - Neutropenia cíclica - Neutropenia crônica grave

DOENÇAS AUTOIMUNES

A produção de anticorpos contra antígenos de neutrófilos pode ocorrer em diversos contextos clínicos, desde reação transfunsional (neutropenia aloimune) até neutropenia autoimune.

OUTRAS CAUSAS

Síndromes mielodisplásicas, leucemias agudas, metástases de tumores sólidos podem apresentar neutropenia, devido à ocupação medular. Uma entidade à parte que podemos destacar é a leucemia de grandes linfócitos granulares (LGL), que pode estar associada com a síndrome de Felty.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: