Livros

Manual de Atendimento Pré-Hospitalar

Leia o Livro Completo
Índice
1.10

CENÁRIO DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Queixa: “falta de ar”. O solicitante do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), irmão da vítima, relatou à TARM que o paciente de 70 anos, do sexo masculino, apresentava quadro de falta de ar e agitação. Solicitante se localizava no local da urgência (domicílio) e relata que paciente conseguia falar, tinha respiração muito ofegante e estava com a pele pálida e fria. Ao falar com o médico regulador, o irmão relata que o paciente

AVALIAÇÃO DA CENA DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Ao chegar ao endereço fornecido, a equipe certificou-se de que o ambiente não oferecia risco aos socorristas e ao paciente e que se tratava de um local seguro, sendo, portanto, iniciado o atendimento.

AVALIAÇÃO PRIMÁRIA DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Nível de consciência: Glasgow 14 (abertura ocular espontânea, resposta verbal confusa, obedece a ordens). A: via aérea pérvia. B: expansão simétrica, murmúrio vesicular reduzido universalmente e com presença de roncos difusos em bases, bilateralmente, respiração dispneica, SpO2 =76%. C: pulso cheio, simétrico, regular, mucosas secas, pele pálida. O: paciente inicialmente está

AVALIAÇÃO SECUNDÁRIA DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Sinais vitais: PA =160x90mmHg em membro superior esquerdo; FC =132bpm; FR =35irpm; temperatura axilar=36,5ºC; SpO2 =76%. Exame físico: à chegada da equipe, paciente apresentava-se afebril, anictérico, acianótico, hipocorado (2+/4+), sudoreico, agitado, com fácies atípica. Na avaliação cardiovascular: ritmo cardíaco regular, dois tempos, bulhas hipofonéticas, sem sopros com sinal de Kussmaul presente. Na avaliação do aparelho respiratório: tórax em tonel (aumento do diâmetro anteroposterior), murmúrios vesiculares reduzidos universalmente, com presença de roncos difusos em bases, bilateralmente. Presença d

PONTO DE DISCUSSÃO DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

1. Quais as principais características da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)?

DISCUSSÃO DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença inflamatória que afeta as vias aéreas, os alvéolos e a circulação pulmonar. A inflamação crônica provoca espessamento da parede brônquica com redução da luz brônquica e destruição dos alvéolos, bem como aumento dos espaços aéreos e perda da arquitetura brônquica. As consequências funcionais são a obstrução do fluxo de ar, hipersecreção brônquica e perda da elasticidade pulmonar, de caráter não totalmente reversível e geralmente progressivo. O tabagismo (ch

OBJETIVOS DE APRENDIZADO/COMPETÊNCIAS DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

• Compreender as características fundamentais da DPOC. • Identificar um quadro de exacerbação da DPOC e propor os principais diagnósticos diferenciais. • Compreender as principais etiologias das exacerbações e avaliar sua gravidade.

PONTOS IMPORTANTES DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

1. A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é doença inflamatória, associada principalmente ao tabagismo, que provoca obstrução do fluxo de ar, hipersecreção brônquica e perda da elasticidade pulmonar, progressiva, não totalmente reversível, mas prevenível e tratável.

SOLUÇÃO DO CENÁRIO DO CASO DE EMERGÊNCIAS 10

Hipótese Diagnóstica: exacerbação de DPOC grave, com apresentação tipo 2, provavelmente por quadro infeccioso. Procedimentos: o paciente foi colocado em decúbito elevado, foi feita monitorização com oximetria de pulso e reavaliação dos sinais vitais (PA = 140x100mmHg em

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: