Livros

Manual de Cardiologia para Graduação

Leia o Livro Completo
Índice
5.4

DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME CORONARIANA AGUDA

O diagnóstico de SCA deve ser feito a partir da história clínica, da análise dos fatores de risco e, ocasionalmente, pelos achados eletrocardiográficos. A dor torácica anginosa, característica das SCA, está presente em cerca de 80% dos pacientes. Entretanto, a dor torácica pode apresentar diversas causas (tabela 3), fatais ou não, nem sempre cardíacas, sendo necessário descartar diagnósticos diferenciais, além de reconhecer indivíduos com maior risco para complicações cardiovasculares.

ANGINA PECTORIS

Angina pectoris é definida como dor ou desconforto na região anterior do tórax, precordial, caracterizada pelo paciente como uma sensação de pressão, aperto ou peso. É decorrente do aporte insuficiente de sangue e oxigênio ao músculo cardíaco, ou pelo aumento da demanda metabólica, ou pela diminuição da oferta de oxigênio (tabela 5), e pode ser classificada em estável ou instável.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: