Livros

Manual de Cardiologia para Graduação

Leia o Livro Completo
Índice
14.6

EDEMA AGUDO DE PULMÃO HIPERTENSIVO

Trata-se de uma síndrome clínica potencialmente fatal, em que ocorre o acúmulo de fluidos no interstício pulmonar e espaços alveolares. As medidas não farmacológicas consistem em sentar o paciente, preferencialmente com as pernas pêndulas para fora da maca, ou manter a cabeceira da cama elevada. Deve ser tratada imediatamente com furosemida (IV 0,5 a 1mg/kg) e o nitroprussiato de sódio, que é o anti-hipertensivo de escolha (prefere-se a nitroglicerina nos coronariopatas ou quando a PA não está demasiadamente elevada, com a PAS inferior a 180 mmHg). Além disso, administra-se morfina (IV 1 a 3mg) e, em portadores de estenose mitral com boa função ventricular, pode ser usado betabloqueador. Sabe-se que o uso de ventilação mecânica não invasiva, como o CPAP, tem se mostrado uma das medidas mais importantes para resolução dos sintomas

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: