Livros

Manual de Cardiologia para Graduação

Leia o Livro Completo
Índice
6.3

FISIOPATOLOGIA DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

A doença cursa com dilatação e/ou hipertrofia compensatória do ventrículo esquerdo (VE), pois ele passa a responder a uma carga hemodinâmica cronicamente aumentada. Quando for necessário produzir um DC elevado por longos períodos, como na regurgitação valvar, a hipertrofia ventricular desenvolvida se chama excêntrica, com dilatação da cavidade acompanhando o aumento da massa muscular. Quando há sobrecarga crônica de pressão, como em HAS não tratada ou estenose aórtica, ocorre uma hipertrofia ventricular concêntrica, com desproporção entre o aumento da massa muscular e o tamanho da cavidade. Em ambos os casos, o estado fisiológico pode permanecer estável por anos, mas, a função miocárdica vai se deteriorando, e a IC surge. Nesse momento, começa um círculo vicioso de estresse aumentado sobre cada unidade do miocárdio.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: