LIVROS

Manual de Clínica Médica

Leia o Livro Completo
Índice
9.8
Índice
1

CARDIOLOGIA

1.1

ELETROCARDIOGRAMA

1.2

DROGAS VASOATIVAS

1.3

SÍNDROMES CORONARIANAS AGUDAS (PARTE UM: IAM COM SUPRADESNIVELAMENTO DE ST)

1.4

SÍNDROMES CORONARIANAS AGUDAS (PARTE DOIS: IAM SEM SUPRA DE ST E ANGINA INSTÁVEL)

1.5

EDEMA AGUDO DE PULMÃO

1.6

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA DESCOMPENSADA

1.7

TAQUIARRITMIAS

1.8

BRADIARRITMIAS

1.9

PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA E RCP

1.10

FEBRE REUMÁTICA

2

ENDOCRINOLOGIA

2.1

CETOACIDOSE DIABÉTICA

2.2

ESTADO HIPERGLICÊMICO HIPEROSMOLAR

2.3

INSUFICIÊNCIA ADRENAL AGUDA

2.4

CRISE TIREOTÓXICA

2.5

COMA MIXEDEMATOSO

2.6

CORTICOIDES – DOSES E EQUIVALÊNCIAS

2.7

CONTROLE GLICÊMICO INTRA-HOSPITALAR

3

GASTROENTEROLOGIA

3.1

ASCITE

3.2

ABDOME AGUDO

3.3

DIARREIA AGUDA

3.4

DOENÇA CALCULOSA DAS VIAS BILIARES

3.5

HEPATITE AGUDA E INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA FULMINANTE

3.6

PANCREATITE AGUDA

3.7

ENCEFALOPATIA HEPÁTICA

3.8

HEMORRAGIA DIGESTIVA ALTA

3.9

HEMORRAGIA DIGESTIVA BAIXA

4

INFECTOLOGIA

4.1

DENGUE

4.2

TUBERCULOSE

4.3

ROTINA APÓS EXPOSIÇÃO COM MATERIAL CONTAMINADO

4.4

MENINGITE

4.5

LEISHMANIOSE VISCERAL

4.6

LEPTOSPIROSE

4.7

LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA

4.8

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

4.9

INFECÇÕES DE PARTES MOLES

4.10

HANSENÍASE

4.11

INFLUENZA

4.12

ENDOCARDITE INFECCIOSA

4.13

HIV/AIDS

4.14

ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS

5

NEFROLOGIA

5.1

CÓLICA NEFRÉTICA

5.2

INJÚRIA RENAL AGUDA

5.3

DISTÚRBIO DE ÁGUA E SÓDIO

5.4

DISTÚRBIOS DO POTÁSSIO

5.5

DISTÚRBIO DO METABOLISMO DO CÁLCIO

5.6

GASOMETRIA ARTERIAL E DISTÚRBIOS ÁCIDO-BÁSICO

5.7

SÍNDROME NEFRÓTICA

5.8

SÍNDROME NEFRÍTICA

6

PNEUMOLOGIA

6.1

EXACERBAÇÃO DE ASMA

6.2

DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

6.3

DERRAME PLEURAL

6.4

TROMBOEMBOLIA PULMONAR AGUDA

6.5

PNEUMONIA ADQUIRIDA NA COMUNIDADE

6.6

PNEUMONIA NOSOCOMIAL

6.7

INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA

6.8

VENTILAÇÃO MECÂNICA

7

REUMATOLOGIA

7.1

ARTRITE REUMATOIDE

7.2

ARTRITES AGUDAS

7.3

GOTA

7.4

MEDICAMENTOS EM REUMATOLOGIA

7.5

LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO

7.6

OSTEOPOROSE

7.7

CASOS EM LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO E OSTEOPOROSE

7.8

CASOS EM GOTA E ARTRITES AGUDAS

8

NEUROCIRURGIA/NEUROLOGIA

8.1

HIPERTENSÃO INTRACRANIANA

8.2

CEFALEIAS

8.3

ESTADO DE MAL EPILÉTICO

8.4

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO

8.5

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO HEMORRÁGICO

8.6

DELIRIUM

8.7

ENCEFALOPATIAS METABÓLICAS

8.8

COMA

8.9

TRAUMA RAQUIMEDULAR

8.10

MORTE ENCEFÁLICA

8.11

TRAUMATISMO CRÂNIO-ENCEFÁLICO

8.12

ANALGESIA E SEDAÇÃO

9

HEMATOLOGIA

9.1

INTERPRETAÇÃO DAS ANEMIAS

9.2

ANEMIA FERROPRIVA

9.3

ANEMIA DA INFLAMAÇÃO

9.4

ANEMIA MEGALOBLÁSTICA

9.5

ANEMIAS HEMOLÍTICAS

9.6

ANEMIA FALCIFORME

9.7

NEUTROPENIA FEBRIL

9.8

INDICAÇÕES E REAÇÕES TRANSFUSIONAIS

10

PSIQUIATRIA

10.1

SURTO PSICÓTICO

10.2

RISCO DE SUICÍDIO

10.3

ATAQUES DE PÂNICO

11

OFTALMOLOGIA

11.1

BLEFARITE

11.2

CERATITES

11.3

CELULITE PRÉ-SEPTAL E PÓS-SEPTAL

11.4

CONJUNTIVITES

11.5

EDEMA PALPEBRAL

11.6

GLAUCOMA AGUDO

11.7

HERPES ZOSTER OFTÁLMICO

11.8

HORDÉOLO E CALÁZIO

11.9

UVEÍTES

INDICAÇÕES E REAÇÕES TRANSFUSIONAIS

A terapia transfusional utilizada de forma racional pode reduzir a morbidade e mortalidade, além de promover melhora significativa na qualidade da assistência ao paciente. No entanto, assim como em outras intervenções terapêuticas, pode ocasionar complicações agudas ou tardias, sendo de suma importância a sua identificação precoce e o adequado manejo pela equipe médica responsável

INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS PRINCIPAIS HEMOCOMPONENTES E INDICAÇÕES TRANSFUSIONAIS - Concentrado de hemácias (CH)

Cada CH tem volume aproximado de 280 +- 50 mL com hematócrito 70-80%. Isso garante um incremento de 1 a 1,5 g/dL de hemoglobina no receptor. Não contém granulócitos, plaquetas ou fatores de coagulação viáveis.

INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS PRINCIPAIS HEMOCOMPONENTES E INDICAÇÕES TRANSFUSIONAIS - Plasma fresco congelado (PFC)

O plasma é separado de uma unidade de sangue total (em torno de 200 mL) por centrifugação e deve ser congelado em até 6 horas após a coleta a -40° C. O PFC contém todos os fatores de coagulação em quantidades próximas das normais. Exceto os contidos no crioprecipitado.

INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS PRINCIPAIS HEMOCOMPONENTES E INDICAÇÕES TRANSFUSIONAIS - Crioprecipitado

Obtido através do plasma fresco congelado, o crioprecipitado possui em sua constituição Fator VIII, Fator de von Willebrand, Fator XIII e fibrinogênio e fibronectina. A principal indicação é a reposição de fibrinogênio em pacientes com hipofibrinogenemia adquirida ou hereditária (níveis abaixo de 100 mg/dL), especialmente se existe hemorragia associada.

INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS PRINCIPAIS HEMOCOMPONENTES E INDICAÇÕES TRANSFUSIONAIS - Concentrado de plaquetas (CP)

O concentrado de plaquetas é obtido por centrifugação de sangue total ou por coleta de aférese em doador único. Uma unidade de CP contém aproximadamente 5,5 x 1010 plaquetas em 50-70 mL de volume e eleva a contagem 5 a 10.000/mm3 . As unidades obtidas por aférese contêm níveis superiores a 3,0 x 10¹¹ plaquetas em 200-300 mL de plasma.

REAÇÕES TRANSFUSIONAIS

Reação transfusional é toda e qualquer intercorrência que ocorra como consequência da transfusão de hemoderivados e hemocomponentes, durante ou após sua administração. As reações transfusionais podem ser classificadas em imediatas (até 24 horas da transfusão) e tardias (após 24 horas da transfusão), imunológicas ou não (tabela 1).

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos:
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.