Livros

Manual de Dermatologia na Atenção Básica

Leia o Livro Completo
Índice
6.2
Índice
1.

LESÕES ELEMENTARES

1.1

DEFINIÇÃO DE LESÕES ELEMENTARES

1.2

CLASSIFICAÇÃO DE LESÕES ELEMENTARES

1.3

MODIFICAÇÃO DA COR DAS LESÕES ELEMENTARES

2.

INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.3

DIAGNÓSTICO DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.5

TRATAMENTO DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

2.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DAS INFECÇÕES BACTERIANAS DE PELE

3.

MICOSES SUPERFICIAIS

3.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

3.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

3.3

DIAGNÓSTICO DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

3.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

3.5

TRATAMENTO DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

3.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DAS MUCOSAS SUPERFICIAIS

4.

DERMATOSES PRÉ-CANCEROSAS E NEOPLASIAS CUTÂNEAS IN SITU

4.1

DERMATOSES PRÉ-CANCEROSAS E NEOPLASIAS CUTÂNEAS IN SITU

4.2

CERATOSE ACTÍNICA DAS DERMATOSES PRÉ-CANCEROSAS E NEOPLASIAS CUTÂNEAS IN SITU

4.3

DAS DERMATOSES PRÉ-CANCEROSAS E NEOPLASIAS CUTÂNEAS IN SITU

4.4

LEUCOPLASIAS DAS DERMATOSES PRÉ-CANCEROSAS E NEOPLASIAS CUTÂNEAS IN SITU

4.5

LEUCOPLASIAS

4.6

DOENÇA DE BOWEN

4.7

ERITROPLASIA DE QUEYRAT

4.8

PAPULOSE BOWENÓIDE

4.9

DOENÇA DE PAGET

5.

CÂNCER DE PELE

5.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA

5.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DO CÂNCER DE PELE

5.3

DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE PELE

5.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DO CÂNCER DE PELE

5.5

TRATAMENTO DO CÂNCER DE PELE

5.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DO CÂNCER DE PELE

6.

ECZEMAS

6.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS ECZEMAS

6.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS ECZEMAS

6.3

DIAGNÓSTICO DAS ECZEMAS

6.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS ECZEMAS

6.5

TRATAMENTO DAS ECZEMAS

7.

HERPES SIMPLES

7.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA HERPES SIMPLES

7.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA HERPES SIMPLES

7.3

DIAGNÓSTICO DA HERPES SIMPLES

7.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA HERPES SIMPLES

7.5

TRATAMENTO DA HERPES SIMPLES

7.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DA HERPES SIMPLES

8.

HERPES ZOSTER E VARICELA

8.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA HERPES ZOSTER E VARICELA

8.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA HERPES ZOSTER E VARICELA

8.3

DIAGNÓSTICO DA HERPES ZOSTER E VARICELA

8.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA HERPES ZOSTER E VARICELA

8.5

TRATAMENTO DA HERPES ZOSTER E VARICELA

8.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DA HERPES ZOSTER E VARICELA

9.

PSORÍASE

9.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA PSORÍASE

9.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA PSORÍASE

9.3

FORMAS ATÍPICAS DA PSORÍASE

9.4

DIAGNÓSTICO DA PSORÍASE

9.5

TRATAMENTO DA PSORÍASE

9.6

MEDICAÇÕES TÓPICAS DA PSORÍASE

9.7

MEDICAÇÕES SISTÊMICAS DA PSORÍASE

10.

DERMATOZOOSES

10.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS DERMATOZOOSES

10.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS DERMATOZOOSES

10.3

DIAGNÓSTICO DAS DERMATOZOOSES

10.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS DERMATOZOOSES

10.5

TRATAMENTO DAS DERMATOZOOSES

10.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DAS DERMATOZOOSES

11.

FARMACODERMIAS

11.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS FARMACODERMIAS

11.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS FARMACODERMIAS

11.3

DIAGNÓSTICO DAS FARMACODERMIAS

11.4

TRATAMENTO DAS FARMACODERMIAS

12.

ACNE

12.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA ACNE

12.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA ACNE

12.3

DIAGNÓSTICO DA ACNE

12.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA ACNE

12.5

TRATAMENTO DA ACNE

12.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DA ACNE

13.

ROSÁCEA

13.1

DEFINIÇÃO DE ROSÁCEA

13.2

FISIOPATOLOGIA DE ROSÁCEA

13.3

MANIFESTAÇÕES CL DE ROSÁCEAÍNICAS

13.4

DIAGNÓSTICO DE ROSÁCEA

13.5

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE ROSÁCEA

13.6

TRATAMENTO DE ROSÁCEA

14.

MOLUSCO CONTAGIOSO

14.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DE MOLUSCO CONTAGIOSO

14.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DE MOLUSCO CONTAGIOSO

14.3

DIAGNÓSTICO DE MOLUSCO CONTAGIOSO

14.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE MOLUSCO CONTAGIOSO

14.5

TRATAMENTO DE MOLUSCO CONTAGIOSO

14.6

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DE MOLUSCO CONTAGIOSO

15.

ALOPÉCIAS

15.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DAS ALOPÉCIAS

15.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DAS ALOPÉCIAS

15.3

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS ALOPÉCIAS

15.4

TRATAMENTO DAS ALOPÉCIAS

16.

HANSENÍASE

16.1

DEFINIÇÃO E FISIOPATOLOGIA DA HANSENÍASE

16.2

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA HANSENÍASE

16.3

DIAGNÓSTICO DA HANSENÍASE

16.4

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA HANSENÍASE

16.5

TRATAMENTO DA HANSENÍASE

16.6

REAÇÕES HANSÊNICAS DA HANSENÍASE

17.

TERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

17.1

PRINCIPIO DE TRATAMENTO TERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

17.2

VEÍCULOSTERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

17.3

PRINCIPIOS ATIVOS TERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

17.4

QUANTIDADE TERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

17.5

PRINCIPIOS GERAIS DE CUIDADO TERAPÊUTICA TÓPICA EM DERMATOLOGIA

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA ECZEMA DE CONTATO

as manifestações clínicas são erupções eczematosas, pruriginosas, situadas geralmente nas áreas mais expostas como mãos, face, pescoço, pés, e ocasionalmente tronco: deramtite de contato por irritante primario;

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA ECZEMA ATÓPICO OU DERMATITE ATÓPICA:

as manifestações desse quadro variam ao longo dos períodos de desenvolvimento. Achados em comum são prurido e tendência à cronicidade

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA ECZEMA DISIDRÓTICO:

são vesículas com eventual descamação, predominante na região palmar e na borda de mãos e pés. As erupções surgem de forma súbita, acompanhadas de prurido, mas com pouco ou nenhum eritema.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DA ECZEMA SEBORREICO OU DERMATITE SEBORREICA:

lesões eritematoescamosas, gordurosas, amareladas, bem delimitadas e recobertas por escamas; adulto: observa-se presença de placas eritematodescamativas amareladas oleosas, de graus variáveis de extensão e intensidade, com curso crônico

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.