Livros

Manual de Urgências e Emergências em Pediatria

Leia o Livro Completo
Índice
5.1
Índice
1.

ABORDAGEM INICIAL DO PACIENTE GRAVE

1.1

AVALIANDO O “A B C” NA CRIANÇA

1.2

OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS SUPERIORES POR CORPO ESTRANHO

1.3

INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA E HIPÓXIA

1.4

OXIGENOTERAPIA

1.5

INTUBAÇÃO OROTRAQUEAL

1.6

PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

1.7

CHOQUE

1.8

SEPSE

1.9

INTOXICAÇÃO EXÓGENA

1.10

AFOGAMENTOS

1.11

ANAFILAXIA E REAÇÕES ALÉRGICAS

1.12

MANEJO DA DOR

1.13

QUEIMADURAS

2.

EMERGÊNCIAS CARDIOPULMONARES

2.1

ASMA

2.2

LARINGITE

2.3

PNEUMONIAS

2.4

MIOCARDITE

2.5

ARRITMIAS

2.6

HIPERTENSÃO ARTERIAL

2.7

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

3.

EMERGÊNCIAS INFECCIOSAS

3.1

A CRIANÇA COM FEBRE SEM FOCO

3.2

MENINGITE BACTERIANA

3.3

ENDOCARDITE INFECCIOSA

3.4

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

3.5

CELULITES

3.6

PIODERMITES

4.

EMERGÊNCIAS NEUROLÓGICAS

4.1

CRISE CONVULSIVA

4.2

TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

5.

EMERGÊNCIAS RELACIONADAS AO TRATO GASTROINTESTINAL

5.1

DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

5.2

DOR ABDOMINAL

6.

EMERGÊNCIAS ENDÓCRINAS E METABÓLICAS

6.1

SUPORTE HIDROELETROLÍTICO

6.2

CETOACIDOSE DIABÉTICA

6.3

LESÃO RENAL AGUDA

7.

EMERGÊNCIAS REUMATOLÓGICAS

7.1

FEBRE REUMÁTICA

7.2

ARTRALGIAS

8.

TEMAS ESPECIAIS

8.1

MAUS TRATOS

8.2

VIOLÊNCIA SEXUAL

INTRODUÇÃO DA DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

a se caracteriza por diminuição da consistência das fezes e/ou mais de três evacuações no período de 24 horas com duração de até 7 dias. A fi m de auxiliar o diagnóstico e estabelecer a terapêutica adequada, os quadros de diarreia aguda em crianças podem ser divididos: 1. Quanto ao agente etiológico: • Infecciosa: vírus, bactérias, parasitas; • Não infecciosa: causas mecânicas, anatômicas, medicamentosas, imunológicas, psicogênicas, dentre outras

CONDUTA DA DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

No atendimento inicial da criança com diarreia aguda, é fundamental estabelecer a severidade da doença, definir o grau de desidratação e estabilidade hemodinâmica, bem como identificar as causas prováveis. A anamnese deve conter a idade da criança, duração do aleitamento materno, aspectos relacionados ao desmame, forma de início, frequência, tipo e volume das evacuações, presença de sangue, muco ou pus nas fezes; sinais e sintomas associados (vômitos, dor abdominal, febre, entre outros); história de uso recente de medicamentos, viagens, cirurgias prévias, assaduras perianais, atopia, comorbidades, vacinações; história social e familiar

OBSERVAÇÕES DA DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

Antibióticos: devem ser usados somente em casos de diarreia com sangue (disenteria) e comprometimento do estado geral ou em casos de cólera grave. Em outras condições, os antibióticos são ineficazes e não devem ser prescritos

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.