Livros

Manual de Urgências e Emergências em Pediatria

Leia o Livro Completo
Índice
1.3
Índice
1.

ABORDAGEM INICIAL DO PACIENTE GRAVE

1.1

AVALIANDO O “A B C” NA CRIANÇA

1.2

OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS SUPERIORES POR CORPO ESTRANHO

1.3

INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA E HIPÓXIA

1.4

OXIGENOTERAPIA

1.5

INTUBAÇÃO OROTRAQUEAL

1.6

PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

1.7

CHOQUE

1.8

SEPSE

1.9

INTOXICAÇÃO EXÓGENA

1.10

AFOGAMENTOS

1.11

ANAFILAXIA E REAÇÕES ALÉRGICAS

1.12

MANEJO DA DOR

1.13

QUEIMADURAS

2.

EMERGÊNCIAS CARDIOPULMONARES

2.1

ASMA

2.2

LARINGITE

2.3

PNEUMONIAS

2.4

MIOCARDITE

2.5

ARRITMIAS

2.6

HIPERTENSÃO ARTERIAL

2.7

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

3.

EMERGÊNCIAS INFECCIOSAS

3.1

A CRIANÇA COM FEBRE SEM FOCO

3.2

MENINGITE BACTERIANA

3.3

ENDOCARDITE INFECCIOSA

3.4

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

3.5

CELULITES

3.6

PIODERMITES

4.

EMERGÊNCIAS NEUROLÓGICAS

4.1

CRISE CONVULSIVA

4.2

TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

5.

EMERGÊNCIAS RELACIONADAS AO TRATO GASTROINTESTINAL

5.1

DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

5.2

DOR ABDOMINAL

6.

EMERGÊNCIAS ENDÓCRINAS E METABÓLICAS

6.1

SUPORTE HIDROELETROLÍTICO

6.2

CETOACIDOSE DIABÉTICA

6.3

LESÃO RENAL AGUDA

7.

EMERGÊNCIAS REUMATOLÓGICAS

7.1

FEBRE REUMÁTICA

7.2

ARTRALGIAS

8.

TEMAS ESPECIAIS

8.1

MAUS TRATOS

8.2

VIOLÊNCIA SEXUAL

QUANDO SUSPEITAR DA INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA E HIPÓXIA

a obstrução mecânica ou dinâmica ao fluxo pulmonar, como estenose pulmonar valvar ou infundibular e a mistura das circulações sistêmica e pulmonar. Esta mistura pode ocorrer em três níveis: atrial (CIA), ventricular (comunicação interventricular, câmara comum de mistura [Ventrículo único, atresia tricúspide]) e arterial (PCA). A limitação ao fluxo pulmonar estreita a quantidade de oxigênio a ser extraído nos pulmões, resultando na hipóxia.

CONDUTA NA INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA E HIPÓXIA

coloar a criança em posição genupeitoral ou fetal (decúbito dorsal ou lateral, com os membros inferiores fletidos sobre o abdome). O represamento do sangue venoso dos membros inferiores diminui o retorno venoso para o coração. Sedação: morfina ou meperidina – essas substâncias têm ação relaxadora, atuando diretamente sobre a musculatura infundibular, além dos efeitos sedativos sobre o centro respiratório e na própria agitação motora

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: