Livros

Manual de Urgências e Emergências em Pediatria

Leia o Livro Completo
Índice
1.2
Índice
1.

ABORDAGEM INICIAL DO PACIENTE GRAVE

1.1

AVALIANDO O “A B C” NA CRIANÇA

1.2

OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS SUPERIORES POR CORPO ESTRANHO

1.3

INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA E HIPÓXIA

1.4

OXIGENOTERAPIA

1.5

INTUBAÇÃO OROTRAQUEAL

1.6

PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

1.7

CHOQUE

1.8

SEPSE

1.9

INTOXICAÇÃO EXÓGENA

1.10

AFOGAMENTOS

1.11

ANAFILAXIA E REAÇÕES ALÉRGICAS

1.12

MANEJO DA DOR

1.13

QUEIMADURAS

2.

EMERGÊNCIAS CARDIOPULMONARES

2.1

ASMA

2.2

LARINGITE

2.3

PNEUMONIAS

2.4

MIOCARDITE

2.5

ARRITMIAS

2.6

HIPERTENSÃO ARTERIAL

2.7

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

3.

EMERGÊNCIAS INFECCIOSAS

3.1

A CRIANÇA COM FEBRE SEM FOCO

3.2

MENINGITE BACTERIANA

3.3

ENDOCARDITE INFECCIOSA

3.4

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

3.5

CELULITES

3.6

PIODERMITES

4.

EMERGÊNCIAS NEUROLÓGICAS

4.1

CRISE CONVULSIVA

4.2

TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

5.

EMERGÊNCIAS RELACIONADAS AO TRATO GASTROINTESTINAL

5.1

DIARREIA AGUDA E DESIDRATAÇÃO

5.2

DOR ABDOMINAL

6.

EMERGÊNCIAS ENDÓCRINAS E METABÓLICAS

6.1

SUPORTE HIDROELETROLÍTICO

6.2

CETOACIDOSE DIABÉTICA

6.3

LESÃO RENAL AGUDA

7.

EMERGÊNCIAS REUMATOLÓGICAS

7.1

FEBRE REUMÁTICA

7.2

ARTRALGIAS

8.

TEMAS ESPECIAIS

8.1

MAUS TRATOS

8.2

VIOLÊNCIA SEXUAL

INTRODUÇÃO DA OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS SUPERIORES POR CORPO ESTRANHO

A obstrução de vias aéreas superiores (VAS) consiste em um bloqueio das grandes vias aéreas extratorácicas e pode variar de leve a intensa. Uma das causas desse tipo de obstrução consiste na aspiração de corpo estranho – tema a ser tratado neste capítulo. Outras causas são edema de via aérea, etiologia infecciosa, aumento do tecido mole na VAS e controle defi ciente da referida via aérea (devido a rebaixamento do nível de consciência).

CONDUTA NA OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS SUPERIORES POR CORPO ESTRANHO

Em caso de obstrução leve (a criança é capaz de emitir sons, tossir e respirar), deve-se assumir conduta expectante, acalmar a criança e incentivá-la a tossir (para que o objeto seja eliminado pela tosse). Em caso de obstrução grave (incapacidade de emitir sons, tossir ou respirar, podendo apresentar o sinal de angústia), deve-se realizar a manobra de Heimlich: fi car atrás do paciente com os braços na altura das cristas ilíacas dele; fechar uma das mãos em punho (com o polegar voltado para o abdome) e posicioná-la entre a cicatriz umbilical e o esterno; espalmar a outra mão sobre a que está fechada e comprimir o abdome em movimentos rápidos de dentro para cima (movimento em J)

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: