Livros

Manual Prático para Urgências e Emergências Clínicas

Leia o Livro Completo
Índice
3.2

INTRODUÇÃO DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Afecção pulmonar previnível e tratável caracterizada por: resposta inflamatória anormal dos pulmões a partículas e gases nocivos (como no tabagismo), cursando com progressiva limitação ao fluxo de ar e consequências sistêmicas, muitas vezes irreversível (diferentemente da asma). Pode apresentar-se como bronquiolite, bronquite e ou enfi sema.

ETIOLOGIA DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Os principais fatores envolvidos são: tabagismo (ativo e passivo); inalação de partículas (dióxido de enxofre, produtos químicos como o cádmio e de indústrias da borracha, couro, têxtil e grãos); poluição; hiperresponsividade das vias aéreas; defi ciência de alfa-1-antitripsina; defi ciência de glutationa; desnutrição e prematuridade.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Dispneia (progressiva, persistente, piora com o exercício); tosse crônica, intermitente, seca ou com aumento na produção de escarro e/ou mudanças em suas características (podendo tornar-se purulento); febre sem causa aparente; taquipneia; uso de musculatura acessória; aumento da sibilância e da tosse; taquicardia.

DIAGNÓSTICO DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Sintomas clínicos mais espirometria com teste broncodilatador sem melhora com broncodilatador, relação VEF1/CVF <0,7 (ver tabela adaptada do GOLD 2015). Para auxiliar no diagnóstico diferencial e em suas complicações, podemos usar: radiografi a de tórax (que pode mostrar hiperinsuflação pulmonar e bolhas), tomografi a de tórax,

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Asma; bronquiectasias; tuberculose pulmonar; câncer de pulmão; fibrose pulmonar; insuficiência cardíaca congestiva; pneumonia; arritmias; pneumotórax; derrame pleural; embolia pulmonar; bronquiolite obliterante; panbronquiolite difusa. 1 - Tratamento na agudização

PROGNÓSTICO DE DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

ão indicadores de maior gravidade: uso de musculatura acessória; instabilidade hemodinâmica; respiração paradoxal; cianose central; edema periférico; alteração do estado mental e uso prévio de ventilação mecânica

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: