Livros

Manual Prático para Urgências e Emergências Clínicas

Leia o Livro Completo
Índice
5.14

INTRODUÇÃO DE MENINGITE AGUDA

As meningites são processos inflamatórios que acometem as meninges (dura-máter, pia-máter e aracnoide), espaço subaracnoideo e líquido cefalorraquidiano (LCR). Por vezes, a inflamação pode atingir o encéfalo, sendo melhor denominada de meningoencefalite.

MENINGITE AGUDA BACTERIANA

As meningites bacterianas (MB) são emergências clínicas e necessitam de tratamento imediato, portanto, é de grande importância ter conhecimento sobre a etiologia da infecção para a escolha do antibiótico.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

A evolução da MB pode ser aguda e fulminante (horas) a subaguda (dias). A tríade clássica, constituída de febre, rigidez de nuca e cefaleia, é altamente sugestiva de MB, porém só está presente em apenas 65% dos pacientes. De acordo com as manifestações clínicas apresentadas pelo paciente, pode-se enquadrá-las em três síndromes distintas, dentre as quais, pelo menos duas, estão normalmente presentes no quadro clínico

DIAGNÓSTICO DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

O diagnóstico da MB é suspeitado por meio da anamnese e exame físico, sendo confirmado com exames complementares, em especial, o do LCR. De um modo geral, deve-se pedir exames laboratoriais de rotina para as infecções, como o hemograma, que demonstra leucocitose (em situações graves, pode ocorrer leucopenia) com presença de células imaturas e trombocitopenia. Também se solicita hemocultura (um par), que deve ser colhida antes do início do tratamento.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

Tem-se, como diagnósticos diferenciais da MB, quadros acometendo o SNC que se manifestam com alguma das síndromes citadas (toxêmica, HIC ou irritação meníngea). Então, incluem-se: meningoencefalite herpética, hemorragia subaracnoidea, abscesso cerebral, meningite carcinomatosa.

TRATAMENTO ESPECÍFICO DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

A MB é uma emergência clínica e seu tratamento deve ser iniciado nos primeiros 60 minutos da chegada do paciente ao hospital. Deve ser feita, de preferência, logo após a punção do LCR. Porém, não deve ser retardada, caso esse procedimento demore. Assim, a terapia inicial é empírica e, após detecção da etiologia por exames complementares, deve ser ajustada

PROGNÓSTICO DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

A taxa de mortalidade varia de 3 a 20%, a depender do agente etiológico, sendo a maior porcentagem de mortes encontrada na MB causada pelo pneumococo.

QUIMIOPROFILAXIA DE MENINGITE AGUDA BACTERIANA

A quimioprofilaxia deve ser feita nas MB causadas por N. meninguitidis ou H. influenzae. Deve ser realizada, preferencialmente, nas primeiras 24 horas do caso índice, mas pode ser instituída até o trigésimo dia após o contato

MENINGITE AGUDA VIRAL

A meningite viral (MV) aguda tem como agente etiológico, em 75% dos casos com etiologia identificada, algum enterovírus (Coxsackievirus e Echovirus). Estes patógenos causam MV normalmente benigna, excetuando-se nos pacientes no período neonatal. Atingem, preferencialmente, menores de 15 anos, porém podem gerar surtos em idades maiores

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DE MENINGITE AGUDA VIRAL

Alterações de consciência e do estado mental, coma, crises epilépticas e sinais focais não são achados comuns e sugerem a pesquisa de outras patologias do SNC.

DIAGNÓSTICO DE MENINGITE AGUDA VIRAL

Assim como na MB, o diagnóstico é clínico-epidemiológico e laboratorial

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE MENINGITE AGUDA VIRAL

Há condições que simulam a MV e devem entrar obrigatoriamente nos diagnósticos diferenciais, são elas: meningites causadas por fungos e microbactérias (estágios iniciais); meningite bacteriana não tratada ou tratada parcialmente; neurosífilis; meningite neoplásica; infecções parameníngeas e meningite secundária a doenças não infecciosas (meningite inflamatória), como hipersensibilidade, LES, sarcoidose, síndrome de Behçet e outras doenças reumatológicas.

TRATAMENTO DE MENINGITE AGUDA VIRAL

O tratamento é sintomático baseado no uso de analgésicos, antieméticos e antipiréticos.

PROGNÓSTICO DE MENINGITE AGUDA VIRAL

O prognóstico em adultos é excelente e normalmente ocorre recuperação total. Já nos menores que um ano, é incerto. Há relatos raros de cefaleia persistente, incoordenação, astenia por semanas e deficiência mental leve em adultos.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: