Livros

Manual Prático para Urgências e Emergências Clínicas

Leia o Livro Completo
Índice
3.5

INTRODUÇÃO DE PNEUMONIA

INTRODUÇÃO Pneumonia é defi nida como uma inflamação ou infecção aguda dos pulmões que acomete unidades de troca de gás como bronquíolos, alvéolos e interstício pulmonar. O conceito de pneumonia adquirida na comunidade (PAC) se refere àquela adquirida fora do ambiente hospitalar ou que se manifesta nas primeiras 48 horas de admissão.

ETIOLOGIA DE PNEUMONIA

Pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos, sendo seus principais agentes etiológicos: Streptococcus pneumoniae; Haemophilus influenzae; Moraxella Catarrhalis; Staphylococcus aureus; Streptococcus pyogenes; Pseudomonas aeruginosa; Mycoplasma pneumoniae; Legionella pneumophila e vírus respiratórios como o influenza

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS DE PNEUMONIA

No quadro clínico da pneumonia estão presentes: tosse (produtiva, podendo haver expectoração mucoide, mucopurulenta ou hemoptoico, ou improdutiva), dispneia ou desconforto respiratório, dor torácica ventilatório-dependente e manifestações sistêmicas como: febre; cefaleia; vômitos; diarreia; mialgia; fadiga; queda do estado geral.

DIAGNÓSTICO DE PNEUMONIA

O diagnóstico é obtido com a associação de anamnese e exame físico com exames complementares, como: radiografi a de tórax em incidência posteroanterior e perfi l

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PNEUMONIA

Pode ser feito com as seguintes doenças: traqueobronquite; sinusite; embolia pulmonar; edema pulmonar; tuberculose; bronquiectasias; câncer de pulmão; dor muscular torácica; corpo estranho; aspiração química; doenças ocupacionais.

PROGNÓSTICO DE PNEUMONIA

O prognóstico para pneumonia é dado pelo score de CURB-65, que avalia a presença das seguintes variáveis: confusão mental, ureia > 43 mg/dL, frequência respiratória maior ou igual a 30 ipm, pressão sistólica menor que 90 mmHg ou diastólica menor ou igual a 60 mmHg e idade maior ou igual a 65 anos, recebendo um ponto para cada característica das acima citadas presentes. De acordo com a pontuação, é dada a taxa de mortalidade: zero a 1 - 0,6%; 2 - 2,7 a 6,8%; 3 ou mais - 14 a 27,8%

TRATAMENTO DE PNEUMONIA

De acordo com a pontuação obtida pelo score de CURB-65 também é definido o local de tratamento do paciente. De zero a um, o paciente pode ser tratado ambulatorialmente, pontuação igual a dois o tratamento é feito com o doente internado na enfermaria, e igual ou maior que três, na UTI.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: