Livros

Sistema Nervoso - Coleção Medicina Resumida

Leia o Livro Completo
Índice
13.4

Os núcleos da base consistem em estruturas envolvidas na iniciação e na modulação do movimento, se situando na substância branca profunda do telencéfalo. Eles são objeto de muitos estudos pelos neurocientistas atualmente, por conta da descoberta de diversas disfunções associadas a doenças deles. E sua gama de disfunções é vasta, perpassando por Doença de Parkinson até a Coreia de Huntington. E essa variedade de distúrbios afetam justamente a motricidade do indivíduo, indicando que eles possuem um papel relevante na regulação das ações.

NÚCLEOS DA BASE - COMPONENTES

Os maiores núcleos da base são o: núcleo caudado, putamen, e parte do globo pálido. O claustro e a amigdala são considerados parte dos núcleos da base por conta da origem embriológica, mas pouco se sabe da sua relação funcional com eles.

NÚCLEOS DA BASE - DIVISÃO FUNCIONAL

Os núcleos da base se dividirem em três grupos: grupo de entrada, de saída e grupo dos núcleos intrínsecos. Os núcleos de entrada, ou aferentes, recebem conexões de regiões do cérebro, principalmente o córtex, e daí se projetam para os núcleos de saída. Os núcleos aferentes são: núcleo caudado, putame, e nucleus accumbens, que estão fundidos numa estrutura conhecida como estriado. O caudado participa do movimento dos olhos e da cognição, e o putame do movimento do tronco e dos membros. Já o núcleo accumbens participa da mediação das emoções, essa função que tem também a participação dos outros dois.

NÚCLEOS DA BASE - ALÇA MOTORA

Apesar de existirem diversas conexões e vias, muitas ainda pouco compreendidas, há certa lógica entre tais conexões. Um grupo de circuitos tem ações opostas. As conexões do estriado para núcleos de saída e para o tálamo e tronco cerebral compreendem a via direta. Ela promove ações nos núcleos da base. Já as conexões do estriado para três intrínsecos (globo pálido externo, parte anterior do globo pálido, e núcleo subtalâmico) compreendem a via indireta. Esta, por sua vez, inibe os núcleos da base.

NÚCLEOS DA BASE - NEUROTRANSMISSORES ENVOLVIDOS

As atividades excitatórias dos núcleos da base basicamente têm o uso do neurotransmissor glutamato, mas o principal neurotransmissor envolvido nos núcleos da base é o GABA, que é inibitório. Há ainda a encefalina (via direta) e a substancia P (via indireta), que agem nos neurônios do estriado. O globo pálido e a parte reticular da substancia negra também usa o GABA. Ou seja: as atividades dos núcleos da base são, em sua maioria, inibitórias. Na parte compacta da substancia negra tem a dopamina, e ela regula atividades no lobo frontal e no estriado.

NÚCLEOS DA BASE - CIRCUITOS

As atividades excitatórias dos núcleos da base basicamente têm o uso do neurotransmissor glutamato, mas o principal neurotransmissor envolvido nos núcleos da base é o GABA, que é inibitório. Há ainda a encefalina (via direta) e a substancia P (via indireta), que agem nos neurônios do estriado. O globo pálido e a parte reticular da substancia negra também usa o GABA. Ou seja: as atividades dos núcleos da base são, em sua maioria, inibitórias. Na parte compacta da substancia negra tem a dopamina, e ela regula atividades no lobo frontal e no estriado.

Compartilhe com seus amigos:
Compartilhe com seus amigos: