Outros

Médicos das Forças Armadas: seleção em São Paulo

Médicos das Forças Armadas: seleção em São Paulo

Compartilhar

Sanar Residência Médica

6 min há 832 dias

As forças armadas brasileiras são o instrumento de defesa do país e são compostas por três frentes: o Exército, a Marinha e a Aeronáutica. Cada um está responsável pela defesa de todo o território nacional, seja por terra, ar ou água. E como grande parte das instituições, eles possuem um espaço de atuação voltado para médicos.

Como posso me candidatar a médico das forças armadas?

Existem três formas de ingressar nas forças armadas, a primeira é com o serviço voluntário temporário, a segunda é ingressando como militar de carreira mediante concurso público, e a terceira é como serviço obrigatório para o exército.

O serviço obrigatório militar acontece apenas no exército e para homens. Em geral perto da data da formatura de uma turma médica, o exército marca uma reunião junto a cada instituição de ensino onde são passadas essas informações.

A Comissão de Seleção Especial é o primeiro passo da seleção. Em São Paulo, por exemplo, ela ocorrerá no dia 18 de Setembro no 8º Batalhão de Polícia do Exército. Nela, todas as mulheres – que gostariam de se voluntariar – e os homens – obrigatoriamente – devem estar presentes.

ATENÇÃO: É necessário comparecer com a Carteira de Identidade Nacional e, para os homens, um documento militar original.

Após a conferência dos documentos, todos passaram por uma inspeção de saúde. Os aptos irão para a fase a entrevista diretamente, já os Inaptos devem apresentar exames comprobatórios sendo posteriormente divididos em B1 e B2. A categoria B1 será vinculado a seleção desse ano e seguirá a entrevista e a categoria B2 será dispensado.

Hora da Avaliação Técnica

O passo seguinte é composta por uma avaliação dos conhecimentos sobre Medicina adquiridos durante o curso de graduação. O conteúdo programático desta prova é, geralmente, semelhantes ao das outras provas de residência médica.

Em São Paulo, a prova ocorrerá no dia 27 de Novembro e será composta por questões de múltipla escolha e é elaborada pelos médicos de carreira das forças armadas. Ela tem como intuito fornecer um parâmetro para ordenamento dos participantes para fase seguinte e o resultado tem previsão de liberação em Janeiro de 2020.

E aí vem a Seleção Complementar

Nessa fase serão necessários exames de laboratório e imagem que comprovem que os participantes têm condições físicas de servir em cada uma das formas. Por isso, cada uma tem uma lista de exames específicos que devem ser recentes (até alguns meses) e apresentados no dia.

A Escolha das Vagas para Médicos das forças armadas

O número de vagas que serão disponibilizadas em cada ano são divulgadas durante a primeira fase do processo seletivo.

A escolha das vagas é divida em três dias, mas funcionam da mesma forma. Os participantes são reunidos em uma única sala e chamados para escolher o local onde desejam servir seguindo a nota da Avaliação Técnica.

O primeiro dia é voltado para quem deseja servir no exército, o segundo dia para quem deseja servir na marinha ou aeronáutica e o terceiro dia é voltados para o preenchimento das vagas restantes seguindo a lista de prioridades (sendo o refratários os primeiros a serem escolhidos).

E é importante ressaltar que no momento que um dos participantes recusa servir no exército, a única opção restante é servir à aeronáutica ou marinha, ou seja, se a vaga que deseja dessas duas forças não estiver mais disponível no seu momento de escolha, não será possível escolher uma base do exército.

É nesse momento que os homens que não desejam servir serão dispensados do serviço militar obrigatório.

Leia também: “Médico militar: vale ou não a pena?”

Incorporação ao serviço

O último passo da seleção é a incorporação quando o participante deve se apresentar ao local escolhido e assumir a posição de Aspirante-à-Oficial.

Um detalhe que é importante ressaltar é que no caso da marinha, as mulheres se enquadram no processo seletivo dos candidatos voluntários, por isso não poderão escolher vagas no dia da Incorporação.

Comecei a servir!

Os primeiros 45 dias de serviço militar compreendem o período chamado de: Instrução Técnica Militar que é a primeira fase do Estágio de Adaptação e Serviço. Em seguida, é realizada a segunda etapa, a Aplicação dos Conhecimentos Técnico-Profissionais.

O dia a dia depende muito do local que lhe foi designado, mas em grande maioria os atendimentos que serão realizados são de baixa ou média complexidade e o regime de trabalho é sob esquema de plantões.

Remuneração dos médicos nas forças armadas

Todos entram no serviço como aspirante-a-oficial que possui um soldo de R$ 6.933,00 (valor bruto). Logo após os 45 dias de treinamento, os médicos são promovidos a 2º tenente. Sendo o saldo desta patente de R$ 7.490,00. E posteriormente há a possibilidade de se tornar 1º tenente, cujo soldo é de R$ 8.245,00.

Indenizações

Quando você assume a sua posição no local escolhido há ainda indenizações, ou seja, as forças armadas fornecem um auxílio fardamento, indenização de bagagem e locomoção e passagem até o local da base e uma ajuda de custo. O valor dessas indenizações são proporcionais à distância que a base tem de São Paulo podendo somar até cerca de 39 mil reais (no caso do Amazonas).

Quer se preparar para se tornar médico das forças armadas? Conheça nosso Curso Preparatório!

Quer saber ainda mais sobre o dia a dia nas forças armadas? Confere o SanarCast!

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.