Marcel Aureo

Medicina

Banner publique seu texto no portal Sanar

16 publicações

CÁLCULO DO SALÁRIO LÍQUIDO DE 2021 | Colunistas

Está trabalhando e foi informado apenas do seu salário bruto, mas tem dúvidas de quanto efetivamente receberá? Então preste atenção ao longo deste artigo. Breve história do salário Salário é um termo derivado do latim. Nas suas origens, era chamado de salarium argentum, que, em tradução livre para o português, significa “pagamento em sal”, uma vez que os pagamentos pelos serviços prestados no Império Romano eram feitos com sal. Essa substância era extremamente rara e, por esse motivo, tinha alto valor de troca. Com isso, era usada para trocar por alimentos, roupas, objetos e qualquer outro produto. Diferença entre salário bruto e líquido O salário bruto é aquele que é determinado em troca do seu serviço. Já o salário líquido é aquele que você efetivamente receberá pelo seu trabalho, considerando os descontos aplicados, como o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e a contribuição para o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). Sobre os descontos efetuados Como citado acima, as duas principais taxas que são descontadas do salário bruto são o IRPF e o INSS. Os valores dessas serão proporcionais ao salário recebido, mas para este último, há um teto. Em 2021, o máximo que o contribuinte pagará para o INSS será R$ 751,99. Já em relação ao IRPF, a maior taxa será de 27,5%, mas não há valor máximo absoluto de cobrança. Nos próximos tópicos, explicarei como é realizado o cálculo de cada desconto. É importante saber que, pelo fato de a contribuição do INSS ter um teto, caso você trabalhe em mais de um emprego, é preciso comprovar o pagamento que já paga o valor máximo, de modo a não pagar excedente, que não

ANTICONCEPÇÃO: QUAL A MELHOR OPÇÃO? | Colunistas

Introdução A anticoncepção foi criada em meados dos anos 1960, nos Estados Unidos da América. Os métodos anticoncepcionais podem ser classificados em diferentes tipos (barreira, hormonais, os de longa ação, os intrauterinos e os definitivos). Tipos Métodos de barreiras – É representada pela Camisinha (condom); Métodos hormonais – Representados pelo anticoncepcional combinado oral e pela progesterona isolada; Long-acting Reversible Contraception (LARC) – Implante subdérmico, DIU de cobre, sistema intrauterino liberador de hormônio); Métodos intrauterinos: DIU de cobre e de progesterona; Métodos definitivos: vasectomia e laqueadura tubária. Camisinha: funciona como contraceptivo e proteção contra IST. Injetáveis, mensal e trimestral, representados pelo anticoncepcional combinado e progestágeno, respectivamente. Progesterona isolada É exemplificada pelas seguintes categorias de anticoncepcionais: Pílula de progesterona;Injetável mensal;Implante subdérmico (IMPLANON);Contracepção de emergência. Ação: agem gerando anovulação, atrofiando endométrio, deixando o muco cervical mais espesso e alterando a motilidade tubária. DISPOSITIVO INTRA UTERINO (DIU) Existe dois tipos: DIU DE COBRE;DIU DE PROGESTERONA (LEVONORGESTREL) – MIRENA. O DIU age inibindo o transporte de espermatozóide e de óvulos, inibe fecundação e implantação, pela alteração endometrial. O de progesterona gera alteração do muco cervical. Observação: DIU de Progesterona não é anovulatório. Problemas: Pode aumentar o fluxo menstrual e a ocorrência de dismenorreia;Contraindicado em pacientes com miomas que distorcem a cavidade uterina;São contraindicados, no pós parto, entre 48h e 4 semanas depois. Pontos Positivos: Pode ser utilizado em nuligestas;Pode ser utilizado em adolescentes.

INCOMPATIBILIDADE ANTI-RH: O QUE É, COMO INVESTIGAR E TRATAR. | Colunistas

Introdução Dado o nome da afecção, a incompatibilidade RH se apresenta pela divergência entre os tipos sanguíneos da mãe e do feto, mais especificamente relacionados à presença do fator RH no sangue do concepto, de origem paterna e falta deste no sangue da genitora. Com essa incompatibilidade, os anticorpos maternos podem “combater” os antígenos fetais, causando a Doença Hemolítica do Recém Nascido, podendo evoluir com anemia fetal por hemólise, hidropsia ou morte fetal. Todavia, para que haja a interação antígeno-anticorpo, deve haver a ativação do sistema imune, ou seja, é necessário mais de um contato para que haja sensibilidade imune, criação de anticorpos e a incompatibilidade seja um problema. Esse contato pode se dar por uma gravidez anterior, que pode ter evoluído com parto ou abortamento, ou uma hemotransfusão com plasma não compatível. Atenção primária Baseado nas informações acima, evidencia-se a importância de um pré-natal de qualidade, com a solicitação de exames laboratoriais na primeira consulta, incluindo o principal para o assunto citado, que é a tipagem sanguínea. Diante de uma gestante RH negativo, é necessário convocar o parceiro para testagem, além de investigar transfusões anteriores e histórico sexual. Além disso, é importante explicar os significados desses exames e as prováveis consequências para o feto. No entanto, deve-se tranquilizar a família ao explicar sobre a administração de imunoglobulina e a sua efetividade. Uma gestante com RH negativo deve ser submetida ao teste de coombs, independente do tipo sanguíneo do parceiro, uma vez que ela pode ter sido sensibilizada anteriormente por transfusões ou por gestações com parceiros diferentes do atual. As mulheres que se apresentarem com coombs indireto positivo devem ser encaminhadas para acompanhamento no pré-natal de alto risco. Teste de Coombs

Habilidades médicas essenciais para o estudante e médico generalista | Colunistas

Além do conhecimento técnico, é importante que o profissional médico domine algumas habilidades e procedimentos essenciais em um atendimento. É claro que é praticamente impossível que um profissional saiba a fundo sobre todas as áreas, porém existe um conhecimento básico que deve ser comum a todos os médicos para sua prática diária. Essas habilidades podem ser consideradas desde de como se comunicar com seu paciente, até procedimentos mais específicos como suportes de vida avançados. Vou listar aqui nesse texto as habilidades básicas que, na minha opinião, nós, médicos, devemos ter. Habilidades e procedimentos específicos É evidente que alguns procedimentos (como aferir uma pressão arterial, realizar uma intubação orotraqueal, fornecer um suporte de vida avançado) são bem importantes para a prática clínica. No entanto, o médico não deve apenas se contentar com esses – é preciso construir uma boa relação com o paciente e possuir habilidades que possam levar a melhores resultados. A boa comunicação com o paciente O profissional deve escutar atentamente o paciente, realizando escuta ativa, evitando interrompê-lo. Vários estudos já avaliaram a forma em que o médico se comunica com o paciente. Um deles (LANGEWITZ et al 2002) considerou 335 entrevistas, onde a resposta do paciente foi cronometrada, sendo que o tempo médio em que o paciente falou sem interrupção foi de 92 segundos. Um estudo mais antigo (BECKMAN E FRANKEL, 1984) apontou que o médico interrompe o paciente em 18 segundos.     Com essa habilidade, o médico consegue, além de compreender o que o paciente necessita e anseia, estabelecer um vínculo que pode ser essencial para a construção do plano terapêutico. Fornecer uma má notícia

Abordagem do tabagismo na atenção primária | Colunistas

A data de vinte e nove de agosto é considerada, em território brasileiro, o Dia Nacional de Combate ao Fumo. O objetivo desse texto é orientar a abordagem desse combate na atenção primária à saúde. Antes de mencionar a apresentação clínica do tabagismo, devemos compreender que, durante a combustão do cigarro, há produção de monóxido de carbono e nicotina, o que deprime o sistema nervoso central. Durante o primeiro contato, os sintomas mais comuns são cefaleia, tontura, insônia, tosse e náuseas, sendo diminuídos após a tolerância à droga. Durante o atendimento, é imprescindível realizar a entrevista emocional, definir o grau de dependência de nicotina, estimular a cessação do tabagismo e prevenir as recaídas. Entrevista emocional Nessa etapa, deve-se definir o estágio de motivação do paciente para abandonar o hábito do tabagismo. A entrevista está dividida em: Pré-contemplação: ocorre quando o paciente não identifica que está com problema. É importante fornecer informações sobre os riscos associados, além de garantir o vínculo com o paciente; Contemplação: o paciente identifica que está com problema, no entanto, não há identificação do anseio em alterá-lo, uma vez que não consegue estabelecer grau de vantagens e desvantagens em resolver. Diante disso, é importante auxiliar o paciente em comentar quais as vantagens e desvantagens do comportamento e considerar o peso de cada um; Preparação: o paciente nesse estágio já pensa em mudar e planeja essa mudança. Como o passo mais difícil, que é o desejo do paciente em mudar, já foi alcançado, este deve ser o momento de desenvolver em conjunto um plano para isso. Ação: o paciente está motivado a efetuar a mudança. É o momento para ser colocado

Especial Finanças: Como calcular o salário líquido em 2020? | Colunistas

Está trabalhando e foi informado apenas do seu salário bruto mas tem dúvidas de quanto efetivamente receberá? Então preste atenção ao longo deste artigo. 1. Breve história do salário Salário é um termo derivado do latim. Nas suas origens, era chamado de salarium argentum, que, em tradução livre para o português significa “pagamento em sal”, uma vez que os pagamentos pelos serviços prestados no Império Romano eram feitos com sal. Essa substância era extremamente rara e, por esse motivo, tinha alto valor de troca. Com isso, era usada para trocar por alimentos, roupas, objetos e qualquer outro produto. 2. Diferença entre salário bruto e líquido O Salário Bruto é aquele que é determinado em troca do seu serviço. Já o Salário Líquido é aquele que você efetivamente receberá pelo seu trabalho, considerando os descontos aplicados, como o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e a contribuição para o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). 3. Sobre os descontos efetuados Como citado acima, as duas principais taxas que são descontadas do salário bruto são o IRPF e o INSS. Os valores dessas serão proporcionais ao salário recebido, mas para este último, há um teto. A partir de 1° de março de 2020, o máximo que o contribuinte pagará para o INSS será R$ 713,10. Já em relação ao IRPF, a maior taxa será de 27,5%, mas não há valor máximo absoluto de cobrança. Nos próximos tópicos, explicarei como é realizado o cálculo de cada desconto. Importante saber que pelo fato da contribuição do INSS ter um teto, caso você trabalhe em mais de um emprego, é preciso comprovar o pagamento que já paga o valor máximo, de

COVID-19: Testes de vacina serão iniciados no brasil | Colunistas

A vacina contra a COVID-19 entrou na fase III, subdivisão dos testes clínicos. Nessa fase, o objetivo é testar a eficácia e segurança, especialmente no público-alvo. IMPORTANTE SABER! A fase III se refere a estudos comparativos, que geralmente demonstram além dos objetivos das fases anteriores, o benefício terapêutico em comparação com outro produto. O número de participantes é de pelo menos dez mil pessoas e pode chegar a milhares.  Para efeito de contextualização, a fase I testou a segurança e tolerabilidade da vacina, assim como perfil farmacológico, com poucos voluntários – cerca de 20 a 80. Já na fase II analisa-se além da segurança, a eficácia do produto, com um número ainda limitado de doentes, sendo selecionados em uma população homogênea. Um dos países escolhidos para testar a vacina, desenvolvida pela Universidade de Oxford foi o Brasil. Os testes iniciarão agora neste mês de junho, após autorização do Ministério da Saúde e resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), de número 1.755 de 2 de junho de 2020, que autoriza a empresa ‘’ASTRAZENECA DO BRASIL LTDA’’ a realizar os ensaios clínicos. IMPORTANTE LEMBRAR! Ensaio Clínico é feito perante investigações nos seres humanos, objetivando verificar os efeitos clínicos e/ou farmacológicos de um produto. Além disso, avalia-se a farmacodinâmica e a farmacocinética, de modo a avaliar a segurança e a eficácia da substância em questão – no caso, o conteúdo vacinal, que será abordado ao longo desse texto. A amostra será composta por dois mil voluntários brasileiros, sendo mil em São Paulo e

Me formei, e agora? Dez dicas essenciais para o recém-formado | Colunistas

Você dormiu interno e acordou médico? Então esse texto lhe diz respeito. Os seis anos – ou mais de dois mil dias – chegaram ao fim. Agora você, caro leitor, tem a responsabilidade de médico, de definir as condutas e de carimbar, registrando o seu nome. É comum o medo, a ansiedade e a insegurança – no entanto, tudo isso faz parte do processo de formação médica. Quando o médico se forma, ele ganha o título de generalista, que é aquele que atende todas as categorias de enfermidade em pessoas de qualquer idade. O recém-formado tem diversas possibilidades. São elas: 1-Trabalhar em unidades básicas de saúde; 2-Atividades na medicina do trabalho; 3-Realizar plantões em urgências e emergências (em unidades de pronto atendimento e/ou em hospitais de porta aberta); 4-Tornar-se residente nas mais diversas especialidades. Atualmente, existem 54 opções, segundo dados do Conselho Federal de Medicina; 5-Uma quinta opção é estudar uma pós-graduação. A editora Sanar, inclusive, tem sua própria plataforma, com certificado reconhecido pelo Ministério da Educação. Quem define a função que você vai realizar após a formatura é, além do mercado do trabalho, suas metas! Se você não sabe como agir nos primeiros meses de formado, fique atento às DEZ dicas abaixo, que visam contribuir com a rotina diária do recém-formado. 1 – Confie no seu atendimento e conduta Você pode ter dúvida ao atender algum paciente, mas não deve perder a confiança em si. É normal sentir-se um pouco inseguro, mas lembre-se que terminamos uma graduação com exposição a diversos casos semelhantes! Então, tenha autoconfiança e

Receituário Médico: Como preencher corretamente? | Colunistas

1. O que é? O receituário é fruto do atendimento médico e é uma prescrição médica não cirúrgica, incluindo a dieta e os medicamentos a serem administrados, especificando a via, podendo ser a oral, a intravenosa, a intramuscular ou outras. Ademais, também deve servir como orientação ao paciente. 2. Categorias de receituários 2.1. Receituário Branco: Também conhecido como simples. É o receituário comum utilizado para a maior parte dos medicamentos. Imagem 1: Receituário branco/especial. Fonte: Ilustração criada pelo autor. Observação: É comum os profissionais prescreverem antibióticos em receituário especial (C1), contudo esses medicamentos não constam na lista fornecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Dessa forma, a prescrição de antibióticos pode ser feita com receita comum, desde que ela tenha os dados necessários e seja realizada em duas vias. 2.2. Controle Especial (C1): A prescrição é realizada em duas vias ⇨ 1.ª via: retenção da farmácia; 2.ª via: orientação ao paciente. Quantidade máxima por receituário: 05 ampolas para injetáveis e a quantidade correspondente a 60 dias de tratamento para outras formas farmacêuticas. Antiparkinsonianos e anticonvulsivantes: quantidade correspondente a seis meses de tratamento.Observação: A receita poderá conter no máximo três substâncias. Imagem 2: Receituário de controle especial. Fonte: Madruga e Souza (2011). 2.3. Notificação de receita tipo A: Para cadastro inicial, o médico deve-se dirigir à Vigilância Sanitária das Secretarias Municipais ou Regionais de Saúde para preencher a ficha cadastral com seus dados e carimbo. Quantidade máxima por receituário: 05 ampolas para injetáveis e a quantidade correspondente a 30

Dengue: nova epidemia em 2020? | Colunistas

Alerta para 2020          Durante este ano, a equipe de saúde brasileira, especialmente a da atenção primária, deve estar atenta para o risco de epidemia de dengue, principalmente a partir de março. O Ministério da Saúde (MS) alerta que os nove estados do Nordeste, além do Espírito Santo e do Rio de Janeiro podem apresentar aumento da incidência da doença. Esse alerta ocorre, pois o tipo DENV2 do vírus voltou a circular na passagem do ano de 2018 para 2019, após uma década de controle. Casos registrados em 2019 No ano passado, segundo dados do MS, foram identificados 1.544.987 casos de dengue no País, sendo um dado preocupante, uma vez que em 2018 foram confirmados 262.594 casos, isto é, um aumento de 488%. Em relação aos óbitos, em 2018 foram registrados 201 casos, já em 2019, houve registro de 782. Sobre a doença A Dengue é uma doença oriunda de áreas tropicais e subtropicais. É transmitida ao ser humano, por meio da picada da fêmea do mosquito da espécie Aedes aegypti (em terras brasileiras) e da Aedes albopictus (em áreas asiáticas). Essas espécies sugam o sangue infectado de um ser humano pelo arbovírus do gênero Flavivírus (nesse caso, existem quatro sorotipos: DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4), que se multiplica pelo aparelho digestivo e glândulas salivares do vetor. Após cerca de oito a doze dias, esse está pronto para transmitir a infecção, durante o período de sua vida, que dura, em média, trinta a quarenta e cinco dias. Tem caráter sazonal, com maior ocorrência dos casos no verão (período quente e chuvoso), propiciando, assim, a proliferação do mosquito. Existe veneno para