Ginecologia

Metrorragia: Sangramento Uterino Anormal | Colunistas

Metrorragia: Sangramento Uterino Anormal | Colunistas

Compartilhar
Imagem de perfil de Rainara Lúcia D'Ávila

Tudo que você precisa saber sobre o sangramento uterino (metrorragia) e quando ele deve ser considerado anormal.

Definição

Metrorragia é o sangramento do útero, fora da época apropriada do ciclo menstrual.  A presença de metrorragia em mulheres acima dos 40 anos deve sempre levantar a suspeita de carcinoma de endométrio, demandando o exame sob microscópio de parte do tecido do endométrio. Contudo, na maioria dos casos, a metrorragia se deve às demais causas, não malignas.

Metrorragia é o termo médico usado para descrever sangramentos do útero fora do ciclo menstrual normal. A palavra vem do grego, metro = útero / rragia = fluxo excessivo.

Hiperplasia endometrial

A hiperplasia endometrial representa uma proliferação anormal das glândulas do endométrio, com um acometimento difuso ou focal, e com possibilidade de evoluir para neoplasia maligna. A causa dessa patologia é o estímulo estrogênico persistente ou na ausência de ação progestogênica.

A hiperplasia endometrial pode ser classificada em duas categorias, com ou sem atipias citológicas. A presença dessas alterações celulares aumentam o risco para o desenvolvimento de câncer de endométrio.

O principal sintoma é o sangramento uterino anormal devido ou crescimento aumentado do endométrio. Outros sintomas como dor abdominal com cólicas e aumento discreto do útero podem estar presentes.

O diagnóstico da hiperplasia endometrial é histopatológico, ou seja, precisa de biópsia para sua confirmação e classificação. Existem várias técnicas para a retirada do material uterino como curetagem, escovado ou lavagem endometrial e histeroscopia. O ultrassom transvaginal deve ser o primeiro exame, pois ele consegue avaliar a espessura do endométrio e com isso, direcionar a investigação mais apropriada.


Metrorragia no climatério

O climatério é definido pela Organização Mundial da Saúde como uma fase biológica da vida e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da vida da mulher.

O climatério não é uma doença, e sim uma fase natural da vida da mulher e muitas passam por ela sem queixas ou necessidade de medicamentos. Outras têm sintomas que variam na sua diversidade e intensidade. No entanto, em ambos os casos, é fundamental que haja, nessa fase da vida, um acompanhamento sistemático visando à promoção da saúde, o diagnóstico precoce, o tratamento imediato dos agravos e a prevenção de danos.

O climatério é definido pela Organização Mundial da Saúde como uma fase biológica da vida, e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da vida da mulher

Qualquer mulher que apresente sangramento uterino anormal deverá ser investigada. O exame pélvico é essencial incluindo exame retal. Baseado em sólidas evidências, o rastreamento em mulheres assintomáticas com ultra-sonografia transvaginal poderá resultar em exames adicionais desnecessários, dolorosos e com riscos de infecção e sangramento.

A maioria dos cânceres endometriais é diagnosticada pelos sintomas referidos, e em alta proporção dos casos, o diagnóstico é feito em estágios precoces, apresentando altos índices de sobrevida. O rastreamento desta neoplasia em população de risco, por meio do uso de diferentes métodos e, não somente um, é a mais adequada maneira de se promover o diagnóstico precoce.

  • Teste da progesterona
  • Ultra-sonografia pélvica transvaginal
  • Biópsia de endométrio
  • Curetagem uterina com dilatação do colo
  • Histeroscopia com biópsia endometrial

 Além do desconforto, existe ainda o risco associado de doenças como a anemia e outras com maior potencial de gravidade, como o câncer uterino. Naquelas pacientes que sangram após a menopausa, o risco de câncer endometrial é significativamente elevado.


Adenocarcinoma de endométrio

O câncer de endométrio é um dos tumores ginecológicos mais frequentes. Acomete principalmente mulheres após a menopausa, em geral, acima dos 60 anos. Apenas 20%, ou menos, das mulheres com câncer de endométrio estão na fase de pré-menopausa. Menos de 5% estão abaixo dos 40 anos de idade. O câncer de endométrio é um tumor altamente curável na maioria das mulheres.

O tumor de endométrio pode se originar em uma lesão pré-maligna (hiperplasia atípica) ou se instalar já com características malignas. Caso não seja reconhecido a tempo, o tumor crescerá localmente e, além de infiltrar superficialmente a mucosa do endométrio, poderá penetrar em direção à camada muscular do útero, o miométrio.

Adenocarcinoma é um tipo de câncer que se origina nos tecidos glandulares, formados por células com capacidades de secretar substâncias para o organismo. Esse tipo de tumor maligno pode se desenvolver em diversos órgãos do corpo, incluindo próstata, estômago, intestino, pulmões, mamas, útero ou no pâncreas, por exemplo.

Os principais sinais e sintomas do câncer de endométrio são:

Hemorragias, Manchas e Corrimentos

Cerca de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer de endométrio tem sangramento vaginal, como sangramento entre as menstruações ou após a menopausa. Esse sintoma também pode ocorrer em algumas condições não cancerígenas, mas é importante consultar imediatamente um médico sempre que tiver qualquer sangramento irregular.

Se você já passou a menopausa, é muito importante relatar qualquer sangramento vaginal, mancha ou corrimento anormal ao seu médico. O corrimento vaginal sem sangue também pode ser um sinal de câncer endometrial. Mesmo que você não possa ver o sangue, não significa que não exista a doença. Em cerca de 10% dos casos, o corrimento associado ao câncer de endométrio não tem sangue. Qualquer corrimento anormal deve ser relatado ao seu médico.

Dor pélvica e Perda de Peso

Dor na pelve, massa anormal na pelve e perda de peso também podem ser sintomas de câncer de endométrio. Esses sintomas são mais comuns em fases mais avançadas da doença. Ainda assim, qualquer atraso em procurar ajuda médica pode permitir que a doença progrida ainda mais, diminuindo as chances de sucesso no tratamento.

Diagnóstico do Câncer de Endométrio

Não existe exame de rastreamento para o câncer de endométrio em mulheres assintomáticas. A maioria das mulheres é diagnosticada em função dos sintomas.

De uma forma geral, os adenocarcinomas são cânceres de difícil remoção por cirurgia, com crescimento rápido e de caráter agressivo, já que tem a capacidade de gerar metástases, entretanto, existem características específicas de acordo com cada tipo e estágio em que se encontra.

Referências

Blog Clínica da Mulher

Blog da Clínica da Dra. Silval Zabaglia, especialista em reprodução humana e endoscopia ginecológica

IMEB

Manual de Laudos Histopatologicos da SBP.

Manual de atenção a saúde da mulher no climatério do Ministério Público

Portal da Medicina ABC Med

Revista Saúde Franchising Group

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto.